CONHECIMENTO SOBRE FATORES DE RISCO E PRÁTICAS DE PREVENÇÃO DO CÂNCER DO COLO DO ÚTERO ENTRE MULHERES ATENDIDAS EM UM CENTRO DE SAÚDE
PDF (Português (Brasil))

Keywords

Neoplasia
câncer do colo do útero
papillomavirus humano
prevenção de doenças

How to Cite

Xavier, J. R. D., Cândido, G. F., Cassimiro, K. T. da S., Monteiro, B. T., Pires, M. L. C. da S., Lima, E. de O., Braga, M. A., & Alexandrino, K. A. L. G. (2024). CONHECIMENTO SOBRE FATORES DE RISCO E PRÁTICAS DE PREVENÇÃO DO CÂNCER DO COLO DO ÚTERO ENTRE MULHERES ATENDIDAS EM UM CENTRO DE SAÚDE. REVISTA FOCO, 17(6), e5315. https://doi.org/10.54751/revistafoco.v17n6-023

Abstract

O câncer do colo do útero (CCU) é uma das principais causas de mortalidade no mundo. O conhecimento adequado e o comportamento preventivo são fundamentais para reduzir sua incidência e mortalidade. Este estudo objetivou avaliar o conhecimento sobre fatores de risco e práticas de prevenção do CCU entre mulheres atendidas em um centro de saúde na Paraíba. Os objetivos específicos incluíram identificar o nível de informação das participantes sobre os fatores de risco, examinar a compreensão e realização das práticas de prevenção, investigar a influência de variáveis sociodemográficas no acesso à informação e à prevenção e analisar a relação entre conhecimento e práticas de prevenção. Tratou-se de uma pesquisa de campo transversal de natureza quantitativa. Um questionário estruturado foi aplicado a uma amostra selecionada por conveniência em um centro de saúde, resultando em 30 participantes. A maioria das participantes possuía conhecimento limitado sobre os fatores de risco e práticas preventivas do CCU; 76% das mulheres realizavam o Papanicolau regularmente. Não foi encontrada associação significativa entre o acesso a informações sobre o CCU e variáveis sociodemográficas, tampouco entre conhecimento sobre os fatores de risco e a prevenção (p > 0,05). No entanto, houve uma associação entre a faixa etária e a realização do Papanicolau (p < 0,05). Embora haja um nível razoável de conhecimento sobre alguns fatores de risco e práticas preventivas, os achados apontam a necessidade de ações educativas focadas em aumentar a conscientização sobre a prevenção e os fatores de risco contra o HPV.

https://doi.org/10.54751/revistafoco.v17n6-023
PDF (Português (Brasil))

References

AGUIAR, B. S. et al. Variabilidade espacial intraurbana da mortalidade por câncer de mama e do colo do útero no município de São Paulo: análise dos fatores associados. Rev Bras Epidemiol. São Paulo, v. 26, 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/1980-549720230008.2. Acesso em: 2 set. 2023.

BARROS, S. S. et al. Fatores de risco que levam ao câncer do colo do útero: uma revisão integrativa. Research. Society and Development., v. 10, n. 4. Disponível em: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v10i4.13873. Acesso em: 17 maio. 2024.

BELTRAMI, M. A. L. et a. A mulher frente à importância de realização do exame preventivo do câncer de colo uterino. Revista Científica do ITPAC, Araguaína,v. 10, n.1, p. 63-69, fev. 2017.

BILOTTI, C. C. et al. m-Health no controle do câncer de colo do útero: pré-requisitos para o desenvolvimento de um aplicativo para smartphones. Revista Eletrônica De Comunicação, Informação & Inovação Em Saúde, v. 11, n. 2. 2017. DOI: 10.29397/reciis.v11i2.1217. Disponível em: https://homologacao-reciis.icict.fiocruz.br/index.php/reciis/article/view/1217. Acesso em: 21 maio. 2024.

BRASIL. Ministério da Saúde. Nota Técnica Nº 63/2023-CGICI/DPNI/SVSA/MS. Departamento de Imunização e Doenças Imunopreveníveis Coordenação-Geral de Incorporação Científica e Imunização [Internet]; 2023. Disponível em: nota-tecnica-63-2023-cgici-dpni-svsa-ms.pdf (www.gov.br). Acesso em: 16 maio. 2024.

BRITO-MARCELINO, A. et al. Câncer de colo uterino associado a fatores de risco ocupacional. Rev Bras Med Trab, v. 18, n. 1, p. 103-8. 2020.

CAMPOS, A. A. L. et al. Fatores associados ao risco de alterações no exame citopatológico do colo do útero. Rev. enferm. Cent.-Oeste Min, v. 8, p. 2-10. 2018. Disponível em: http://seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/view/2330/1865. Acesso em: 8 maio. 2024.

CARVALHO, K. F. et al. A relação entre HPV e câncer de colo de útero: um panorama a partir da produção bibliográfica da área. Revista Saúde em Foco., v. 11, p. 264-278. 2019.

CAVALHEIRI, J. C. et al. Fatores de risco para alterações citopatológicas cervicais em pacientes atendidas em uma unidade de saúde. Biol. Saúde, Ponta Grossa, v. 24, n.1, p. 48-61, jan-jun. 2018.

CERQUEIRA, R. S. et al. Controle do câncer do colo do útero na atenção primária à saúde em países sul-americanos: revisão sistemática. Rev Panam Salud Publica, v. 46, p. 1-11. 2022. DOI: https://doi.org/10.26633/ RPSP.2022.107. Acesso em: 4 set. 2023.

CHOCONELA, F. V.; CHIDASSICUA, J. B. Conhecimentos e atitudes das mulheres em relação ao exame preventivo do câncer do colo uterino. Rev. Eletr. Enf, v. 19, p. 19-23. 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v19.41334. Acesso em: 29 abr. 2024.

CORREIA, M. P. V.; GONDIM, L. M.; ANDRADE, R. F. V. As dificuldades de diagnóstico precoce do câncer do colo uterino no Brasil. Revista Saberes da Fapan, v. 8, n. 2. 2020.

CRUZ, B. S. et al. Aplicativo para auxiliar fisioterapeutas na avaliação de disfunções pélvicas após câncer de colo do útero. Fisioter.Mov, v. 36, 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/fm.2023.36114.0. Acesso em: 2 set. 2023.

DANTAS, P. V. J. et al. Conhecimento das mulheres e fatores da não adesão a cerca do exame papanicolau. Rev enferm UFPE on line., Recife, v. 12, n. 3, p. 684-91, mar. 2018.

de útero. Rev Enferm UFPI., v. 11, p. 1-8. 2022. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/2271/2554. Acesso em: 8 maio. 2024.

DIAS, M. B. K. et al. Rastreamento do Câncer do Colo do Útero em Mulheres de 25 a 64 anos: Indicadores do Primeiro Exame Citopatológico Informado no Siscolo, 2007-2013. Revista Brasileira de Cancerologia., v. 68, n. 1, p. 1-9. 2022.

ELSHAMI, M. et al. Conhecimento dos fatores de risco do câncer cervical entre mulheres palestinas: um estudo transversal nacional. BMC Women’s health, v. 21. 2021. Disponível em: 10.1186/s12905-021-01510-2. Acesso em: 20 maio. 2024.

FERREIRA, M. C. M. et al. Detecção precoce e prevenção do câncer do colo do útero: conhecimentos, atitudes e práticas de profissionais da esf. Ciênc. saúde coletiva., v. 27, n. 6, p. 2291-2302. Jun. 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232022276.17002021. Acesso em: 3 set. 2023.

GEORGE, T. J.; BRATA, K. Efeito de uma intervenção multicomponente baseada na comunidade sobre o comportamento do cancro do colo do útero entre mulheres – Um ensaio clínico randomizado. J Educ Health Promot, v. 11. 2022. Disponível em: 10.4103/jehp.jehp_1742_21. Acesso em: 21 maio. 2024.

GRAÇA, B.C. et al. Avaliação do conhecimento de reeducandas da prisão pública de Mato Grosso sobre câncer de mama e câncer cervical. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, v. 8, n. 4, p. 457-464. 2018.

IGLESIAS, G. A. et al. Conhecimento e adesão ao Papanicolau de mulheres de uma rede de Atenção Primária à Saúde. Rev. Ciênc. Méd, v. 28, n. 1, p. 21-30. 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA (INCA). Detecção precoce do câncer. – Rio de Janeiro: INCA, 2021. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files/media/document/deteccao-precoce-do-cancer. Acesso em: 19 maio. 2024.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. Estimativa 2023: incidência do Câncer no Brasil. Rio Janeiro: INCA, 2022. Disponivel em: https://www.gov.br/inca/pt=br/assuntos/cancer/numeros/estimativa. Acesso em: 25 novembro 2023.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Divisão de Detecção Precoce e Apoio à Organização de Rede. Diretrizes brasileiras para o rastreamento do câncer do colo do útero. 2. ed. rev. atual. - Rio de Janeiro: INCA, 2016. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files/media/document/diretrizesparaorastreamentodocancerdocolodoutero_2016_corrigido.pdf. Acesso em: 29 abr. 2024.

KNECHTEL, M. R. Metodologia da pesquisa em educação: Uma abordagem teórico-prática dialogada. Intersaberes, Curitiba, v. 11, n. 2, p. 531-534, 2014.

LIMA, D. E. O. B. et al. Conhecimento de Mulheres acerca do Exame Papanicolaou. Revista Brasileira de Cancerologia, v. 70, n. 1. 2024. Disponível em: https://docs.bvsalud.org/biblioref/2024/03/1537406/art5_70-1.pdf. Acesso em: 12 maio. 2024.

MAYADEV, J. et al. O abuso de álcool diminui o controle pélvico e a sobrevivência no câncer cervical: uma oportunidade para intervenção no estilo de vida para melhorar os resultados. Am J Clin Oncol, v. 40, n. 5, p. 451–457. 2017. Doi: 10.1097/COC.0000000000000187. Acesso em: 17 maio. 2024.

MELO, E. M. F. et al. Câncer cérvico-uterino: conhecimento, atitude e prática sobre o exame de prevenção. Rev Bras Enferm, v. 72, n.3, p. 30-6. 2019.

MESQUITA, A. D. et al. Conhecimentos, atitudes e práticas de mulheres frente ao exame preventivo de câncer de colo do uterino. Journal Health NPEPS, v. 5, n. 1, p. 261-275, jan-jun. 2020.

MIRANDA, A. P.; REZENDE, E. V.; ROMERO, N. S. A. Percepção e adesão das mulheres quanto ao exame citopatológico. Revista Nursing, v. 21, n. 246, p. 2435-2438. 2018.

NEGRÃO, S. E. C. et al. Prevalência da infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV) em mulheres do sudeste do Estado do Pará. Saúde e Pesquisa, v. 11, n. 3, p. 431-40. 2018.

NOGUEIRA, K. R. C.; MORAES, M. M. Prevenção do câncer cervical: o conhecimento das usuárias em uma equipe de saúde da família. Rev enferm UFPE online., Recife, v. 11, n. 5, p. 1892-901. 2017.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Controle integral do câncer do colo do útero: guia de práticas essenciais. Organização Pan-Americana da Saúde. 2016. Disponível em: https://iris.paho.org/handle/10665.2/31403. Acesso em: 20 maio. 2024.

PAULA, T. C. et al. Detecção precoce e prevenção do câncer de colo uterino: saberes e práticas educativas. Enfermagem em Foco, v. 10, n. 2, p. 48-51. 2019.

PEIXOTO, H. A. Adesão de mulheres ao exame papanicolau: uma revisão integrativa. Braz. J. Hea. Rev, Curitiba, v. 3, n. 6, p. 19314-19326, nov./dez. 2020.

RENNA JUNIOR, N. L. R.; SILVA, G. A. Tendências temporais e fatores associados ao diagnóstico em estágio avançado de câncer do colo uterino: análise dos dados dos registros hospitalares de câncer no Brasil, 2000-2012. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 27, n. 2, p. 1-13. 2018.

ROCHA, M. D. H. A. et al. Prevenção do câncer de colo de útero na consulta de enfermagem para além do Papanicolau. Revista Cereus. v. 12, n. 1, p. 50-63. 2020.

SILVA JUNIOR, R. F. et al. Perfil de mulheres com diagnóstico de câncer do colo do útero residentes em Montes Claros. Estudos Avançados sobre Saúde e Natureza, v. 5, 2022. DOI: 10.51249/easn05.2022.842. Disponível em: https://www.periodicojs.com.br/index.php/easn/article/view/842. Acesso em: 17 maio. 2024.

SILVA, D. M. Educação em saúde como forma de prevenção do câncer do colo do útero. Brazilian Journal of Science, v. 2, n. 4, p. 1-14, 2023.

SILVA, I. L.; MARCOLINO, C. V. Percepção de mulheres residentes em Barreiras (BA) quanto ao rastreamento do câncer de colo de útero. Revista Baiana de Saúde Pública, v. 47, n. 2, p. 101-122. 2023.

SILVA, M. L. et al. Conhecimento de mulheres sobre câncer de colo do útero: uma revisão integrativa. Braz. J. Hea. Rev., v. 3, n. 4, p. 7263-7275. 2020.

SILVA, R. C. G. et al. Perfil de mulheres com câncer de colo do útero atendidas para tratamento em centro de oncologia. Rev. Bras. Saúde Mater. Infant, v. 18, n. 4, p. 703-710. Recife, out-dez., 2018.

SMIESKIL, A. F.; DULLIUS, J. L.; VENAZZI, Z. B. Fatores associados a não realização do exame papanicolau segundo a percepção das mulheres atendidas na UBS DR. Carolos Scholtão, Sinop/MT. Scientific Electronic Archives, v. 11, n. 2, p. 119-132. Abr. 2018.

SOUZA, J. et al. Explorando as barreiras a rastreamento do câncer cervical atraves das lentes de implementadores e beneficiários do Programa Nacional de Triagem um multi-estudo contextual. Asian Pacific Journal of Cancer Prevention, v. 21, n. 8, p. 2209-2215. 2020. DOI:10.31557/APJCP.2020.21.8.2209.

SOUZA, T. G. et al. Saberes e sentimentos de mulheres quilombolas acerca do câncer do colo de útero. Rev Enferm UFPI., v. 11, p. 1-8. 2022. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/2271/2554. Acesso em: 8 maio. 2024.

TALLON, B. et al. Tendências da mortalidade por câncer de colo no Brasil em 5 anos (2012-2016). Saúde Debate, v. 44, n. 125, p. 362-71. 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sdeb/a/rtpBHcDBNzw45zrxFNkw3sf/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 8 maio. 2024.

TEIXEIRA, M. M. S.; BORGES, S. D. P. F.; BRITO, A. B. Desafios e aceitos do exame Papa Nicolau da mulher reclusa. Rev Conhecimento em Ação, v. 6, n. 1, p. 87-100. 2021.

TORRES, E. S. G. et al. Conhecimento sobre HPV e câncer de colo de útero entre estudantes do ensino superior de uma faculdade no município de Cacoal-RO. Rev Cient da Fac Educ e Meio Ambiente: Revista da Faculdade de Educação e Meio Ambiente - FAEMA, v. 10, n. 1, p. 11-16. Jan-jun. 2019.

WAKWOYA, E. B.; GEMECHU, K, S.; DASA, T. T. Conhecimento sobre câncer cervical e associados fatores entre mulheres que frequentam a saúde pública em instalações no leste da Etiopia. Cancer Management and Research, v. 12. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.2147/CMAR.S262314. Acesso em: 21 maio. 2024.

WOLDETSADIK, A. B. et al. Características sociodemográficas e fatores associados que influenciam o rastreio do cancro do colo do útero entre mulheres atendidas no Hospital de Ensino e Referência de St. Paul, Etiópia. BMC Women’s health, v. 20, n. 70, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1186/s12905-020-00927-5. Acesso em: 20 maio. 2024.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.