SUSTAINABILITY BEGINS WITH PEOPLE: SUSTAINABLE PRINCIPLES IN HUMAN RESOURCE PRACTICES
PDF

Keywords

Corporate social responsibility
sustainable leadership
sustainable people management
sustainable development
green human resources

How to Cite

Oliveira, A. P. de S. A., Canuto, J. M., Santiago, A. M. dos S., & Ramos, P. R. (2024). SUSTAINABILITY BEGINS WITH PEOPLE: SUSTAINABLE PRINCIPLES IN HUMAN RESOURCE PRACTICES. REVISTA FOCO, 17(6), e5306. https://doi.org/10.54751/revistafoco.v17n6-020

Abstract

Sustainability is becoming increasingly crucial for organizations striving to conduct their operations in an environmentally responsible manner. Within this framework, effective people management can serve as a vital link between sustainability principles and HR practices. This study aims to identify the primary sustainable people management practices prevalent in companies, drawing upon existing literature. Through a narrative literature review, key terms such as sustainable human resources management, sustainable people management, sustainable development, and green human resources were utilized to analyze various sources including books, journals, articles, dissertations, and theses. Findings reveal that sustainable people management represents an ethical strategy aiming to integrate sustainability principles into organizational HR practices. This integration extends beyond environmental concerns to encompass economic and social aspects of sustainability, thereby fostering long-term organizational success and contributing to the creation of a more sustainable and equitable future.

https://doi.org/10.54751/revistafoco.v17n6-020
PDF

References

ALBUQUERQUE FILHO, A. R.; DA SILVA, B. P., G. C.; DOS SANTOS COSTA, G. C.; DA SILVA FAÇANHA, V. A.; GOMES, P. H. V. Influência do disclosure de gênero na sustentabilidade empresarial das empresas brasileiras. Navus: Revista de Gestão e Tecnologia, n. 12, p. 5, 2022.

ARAÚJO, A.; OLIVEIRA, V.M. CORREIA, S.E. Consumo sustentável: Evolução temática de 1999 a 2019. RAM. Revista de Administração Mackenzie, v. 22, 2021. Disponível em https://doi.org/10.1590/1678-6971/eRAMG210209, acesso em 17 de out de 2023.

BARROS, L. C. F. M. BARRETO, L. M. T.S. Gestão de recursos humanos sustentável: uma revisão sistemática da literatura. Revista Iberoamericana de Turismo, v. 12, n. 1, 2022.

CAMARGO, J. A.; LIBONI, L. B.; OLIVEIRA, J. H. C. de. Gestão ambiental de recursos humanos e nível de envolvimento de colaboradores nas organizações. RAM. Revista de Administração Mackenzie, v. 16, p. 72-91, 2015.

CARDOSO, M.O. Agenda ESG, substantivo feminino: a relação entre presença de mulheres na alta liderança e sustentabilidade nas empresas. Tese (Mestrado profissional em Gestão para a competitividade ) - Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de São Paulo, 2021. Disponível em https://hdl.handle.net/10438/30719, acesso em 17 de out de 2023.

COELHO, M. B.; FRAGOSO, E.J.N.;SANTIAGO, A.M.S.; PINHEIRO, F.A.. Gestão de Pessoas e Sustentabilidade: Aspectos Empíricos e Práticos/People Management and Sustainability: Empirical and Practical Aspects. ID on line. Revista de psicologia, v. 14, n. 51, p. 349-365, 2020. Disponível em https://doi.org/10.14295/idonline.v14i51.2582, acesso em 17 de out de 2023.

DA SILVA, C. R. M.; OLIVEIRA, L.V.C.; BONA, D.O.; OLIVEIRA, J.A.N.; PINHEIRO, T.C.A.. Comprometimento organizacional e comportamento sustentável no trabalho: evidências do setor público. Revista de Carreiras e Pessoas, v. 10, n. 2, 2020. Disponível em https://doi.org/10.20503/recape.v10i2.44550, acesso em 17 de out de 2023.

ELKINGTON, J. Cannibals with forks: the triple bottom line of 21st century business. Stony Creek, CT: New Society Publishers, 1998.

FREEMAN, R.E.; REED, D.L. (1983). Stakeholders and Stakeholders: a new perspective on Corporate Governance. California Management Review, v. 25, n. 3, Spring.

GENARI, D.; MACKE, J.. Práticas de gestão sustentável de recursos humanos e os impactos no comprometimento organizacional. Revista de Administração de Empresas, v. 62, 2022.Disponível em https://doi.org/10.1590/S0034-759020220505x, acesso em 17 de out de 2023.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MACHADO, D. Q.; MATOS, F.R.N. Reflexões sobre desenvolvimento sustentável e sustentabilidade: categorias polissêmicas. REUNIR: Revista de Administração,

Ciências Contábeis e Sustentabilidade, 10(2), p. 14-26, 2020.Disponível em https://reunir.revistas.ufcg.edu.br/index.php/uacc/article/view/771, acesso em 17 out. 2023.

MAIA, L. O.; FROEHLICH, C.; KONRATH, K. Liderança sustentável sob a perspectiva de profissionais da área de recursos humanos de empresas do Rio Grande do Sul. v.11, n. 2, p.305-321, ano 2021.

MURILLO-RAMOS, L.; HUERTAS-VALDIVIA, I.; GARCÍA-MUIÑA, F. E. Antecedentes, resultados e limites da gestão de recursos humanos verde: uma revisão bibliográfica . Revista de Administração de Empresas, v. 63, n. 4, p. e2022–0268, 2023.Disponível em https://doi.org/10.1590/S0034-759020230401x.

NASCIMENTO, Í.C.S do.; OLIVEIRA, M.C.; RODRIGUES JÚNIOR, M.S. Diversidade nas organizações: contribuições para o alcance dos objetivos de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030. Revista de Gestão e Secretariado, [S. l.], v. 3, pág. 1033–1058, 2022. DOI: 10.7769/gesec.v13i3.1390. Disponível em: https://ojs.revistagesec.org.br/secretariado/article/view/1390 . Acesso em: 7 set. 2023.

OLIARI, T. B. P. Modelo de gestão de pessoas alinhado aos pilares da sustentabilidade organizacional: um estudo nas indústrias de papel e celulose. 2019. 174 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava, 2019.

OLIARI, T. B. P.; STEFANO, S. R.; ANDRADE, S. M. de A. Alinhamento entre modelos de gestão de pessoas e os níveis de sustentabilidade organizacional. RACE - Revista de Administração, Contabilidade e Economia, [S. l.], v. 19, n. 3, p. 593–618, 2020. DOI: 10.18593/race.23822.

ROESCH. S. M. A. Projetos de estágio e de pesquisa em administração: guias para estágios, trabalhos de conclusão, dissertações e estudo de casos. 2. ed. São Paulo: Adas, 1999.

SCHLEICH, M. V. Quais são as políticas e práticas em recursos humanos mais utilizadas pelas empresas com melhores índices ESG no Brasil? Revista de Administração de Empresas, v. 62, n. 5, p. e2021–0370, 2022.Disponível em https://doi.org/10.1590/S0034-759020220511, acesso em 17 de out de 2023.

THEISEN, J.V.. A aplicabilidade da Gestão de Recursos Humanos Sustentável (GRHS) no contexto brasileiro: estudo de caso no sul do país. 2022. 135 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Administração, Porto Alegre, 2022.

WCED - World commission on environment and development. Our common future, v. 17, n. 1, p. 1-91, 1987.

ZAIAS, L. J. L. Contribuições da gestão estratégica de pessoas para a sustentabilidade organizacional em uma indústria de papel do estado do Paraná. 2019. 100f. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava, 2019.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.