O POTENCIAL DOS PROBIÓTICOS NA MODULAÇÃO DA MICROBIOTA VAGINAL E NA PREVENÇÃO DA CANDIDÍASE VULVOVAGINAL: UMA REVISÃO INTEGRATIVA
PDF (Português (Brasil))

Keywords

Candidíase vulvovaginal
homeostase
Lactobacillus
microbiota
probióticos
vagina

How to Cite

Ferreira, A. S., Costa, P. M., & Braga, A. T. A. (2024). O POTENCIAL DOS PROBIÓTICOS NA MODULAÇÃO DA MICROBIOTA VAGINAL E NA PREVENÇÃO DA CANDIDÍASE VULVOVAGINAL: UMA REVISÃO INTEGRATIVA . REVISTA FOCO, 17(6), e5305. https://doi.org/10.54751/revistafoco.v17n6-019

Abstract

A candidíase vaginal é uma das infecções fúngicas ginecológicas mais prevalentes no mundo, caracterizada pela alta frequência de recidivas. Por esse motivo, é comum o autodiagnóstico e, consequentemente, a automedicação com o objetivo de abrandar os sintomas. Os tratamentos tradicionais podem ocasionar efeitos colaterais, resistência aos medicamentos e recorrência da infecção. Nesse contexto, a utilização de probióticos tem sido amplamente discutida como uma estratégia promissora para regular a homeostase vaginal e prevenir a candidíase vulvovaginal. Diante disso, esta revisão abrangente da literatura tem como objetivo explorar o potencial dos probióticos na modulação da microbiota vaginal e na prevenção da candidíase vulvovaginal. A pesquisa foi conduzida utilizando o método de revisão integrativa da literatura, que consiste na coleta, análise e síntese de informações provenientes de uma variedade de fontes bibliográficas. Diante dos resultados obtidos nesta pesquisa, é possível concluir que os probióticos apresentam um potencial significativo na modulação da microbiota vaginal e na redução dos sintomas associados à candidíase vulvovaginal. Contudo, embora haja evidências promissoras sobre a eficácia dos probióticos na prevenção e no tratamento da candidíase vaginal, ainda existem lacunas a serem preenchidas.

https://doi.org/10.54751/revistafoco.v17n6-019
PDF (Português (Brasil))

References

ANDRADE, José Carlos; et al. Aplicação de probióticos no manejo da candidíase. Resenhas Críticas em Ciência de Alimentos e Nutrição, v. 62, n. 30, p. 8249-8264, 2022. Disponível em: https://doi.org/10.1080/10408398.2021.1926905. Acesso em: 15 abr. 2024.

BARRIENTOS-DURÁN, Antonio; et al. Reviewing the composition of vaginal microbiota: Inclusion of nutrition and probiotic factors in the maintenance of eubiosis. Nutrients, vol. 12, no. 2, p. 1–30, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.3390/nu12020419. Acesso em: 21 de abr. 2024.

CHEE, Wallace Jeng Yang; CHEW, Shu Yih; THAN, Leslie Thian Lung. Vaginal microbiota and the potential of Lactobacillus derivatives in maintaining vaginal health. Microbial Cell Factories, vol. 19, no. 1, p. 1–24, 2020. DOI 10.1186/s12934-020-01464-4. Disponível em: https://doi.org/10.1186/s12934-020-01464-4. Acesso em: 15 de nov. 2023.

DABELA, Janaína Góes; SOEIRO, Cláudia Marques de Oliveira. Avaliação do efeito dos probióticos na saúde vaginal: revisão integrativa. Revista Científica Integrada, [S.l.], v. 6, n. 1, p. e202304, 2023. Disponível em: https://revistas.unaerp.br/rci/article/view/3012. Acesso em: 23 abr. 2024.

DIAZ, Julio Plaza; OJEDA, Francisco Javier Ruiz; CAMPOS, Mercedes Gil; GIL, Angel. Mecanismos de ação dos probióticos. Advances in Nutrition, v. 10, n. 1, 2019. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2161831322001995?via%3Dihub. Acesso em: 4 out. 2023.

DRUMOND, Denise Gasparetti; et al. Atlas de doenças da vulva: diagnóstico e tratamento. Barueri: Editora Manole, 2023. E-book. ISBN 9786555769029. Disponível em: https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9786555769029/. Acesso em: 7 abr. 2024.

FEBRASGO. Tratado de Ginecologia. Rio de Janeiro: Grupo GEN, 2018. E-book. ISBN 9788595154841. Disponível em: https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788595154841/. Acesso: 5 de nov. 2023.

GALÁN, Javier San Juan; POLIQUIN, Vanessa; GERSTEIN, Aleeza Cara. Insights e avanços na candidíase vulvovaginal recorrente. Plos Pathogens, v. 19, n. 11, e1011684, 2023. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/mdl-37948448. Acesso: 7 de nov. 2023.

HAN, Yue; REN, Qing ling. Does probiotics work for bacterial vaginosis and vulvovaginal candidiasis. Current Opinion in Pharmacology, vol. 61, p. 83–90, 2021. DOI 10.1016/j.coph.2021.09.004. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.coph.2021.09.004. Acesso em: 20 de abr. 2024.

HUANG, Sung-Hsi; et al. Prevalência, fatores associados e adequação do tratamento empírico de tricomoníase, vaginose bacteriana e candidíase vulvovaginal entre mulheres com vaginite. Microbiology Spectrum, [S.l.], v. 11, n. 3, 2023. Disponível em: https://journals.asm.org/doi/10.1128/spectrum.00161-23. Acesso em: 7 de abr. 2024.

HUSAIN, S.; et al. Effects of oral probiotic supplements on vaginal microbiota during pregnancy: a randomised, double-blind, placebo-controlled trial with microbiome analysis. BJOG: An International Journal of Obstetrics and Gynaecology, vol. 127, no. 2, p. 275–284, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1111/1471-0528.15675. Acesso em: 21 de abr. 2024.

INTERNATIONAL PROBIOTICS ASSOCIATION (IPA). 5 essentials to understanding probiotics. The Global Voice of Probiotics, v.1, 2019.

KOIRALA, Ranjan; et al. Effect of oral consumption of capsules containing Lactobacillus paracasei LPC-S01 on the vaginal microbiota of healthy adult women: A randomized, placebo-controlled, double-blind crossover study. FEMS Microbiology Ecology, vol. 96, no. 6, p. 1–12, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1093/femsec/fiaa084. Acesso em: 15 de mai. 2024.

LIU, Peng; et al. Uso de lactobacilos probióticos no tratamento de infecções vaginais: investigações in vitro e in vivo. Frontiers in Cellular and Infection Microbiology, v. 13, 1153894, 2023. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/37077531/. Acesso em: 15 de nov. 2023.

MÄNDAR, R.; et al. Impact of Lactobacillus crispatus-containing oral and vaginal probiotics on vaginal health: a randomised double-blind placebo controlled clinical trial. Beneficial Microbes, vol. 14, no. 2, p. 143–152, 2023. Disponível em: https://doi.org/10.3920/BM2022.0091. Acesso em: 28 de abr. 2024.

MOLLAZADEH-NARESTAN, Zahra; et al. Comparing the Effect of Probiotic and Fluconazole on Treatment and Recurrence of Vulvovaginal Candidiasis: a Triple-Blinded Randomized Controlled Trial. Probiotics and Antimicrobial Proteins, vol. 15, no. 5, p. 1436–1446, 2023. DOI 10.1007/s12602-022-09997-3. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s12602-022-09997-3. Acesso em: 15 de abr. 2024.

MOREIRA, Luna Iris da Silva Alves. Probióticos na prevenção e tratamento da candidíase vulvovaginal: um estudo de revisão. 2022. Monografia (Graduação em Farmácia) - Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2022. Disponível em: https://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/4300. Acesso em: 24 out. 2023.

RIBEIRO, Bernardo Dias, et al. Microbiologia Industrial - Alimentos - Volume 2. Rio de Janeiro: Grupo GEN, 2018. E-book. ISBN 9788595152151. Disponível em: https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788595152151/. Acesso: 15 de nov. 2023.

SARAF, Viqar Sayeed; et al. Microbioma vaginal: normalidade vs disbiose. Arquivos de Microbiologia, v. 203, p. 3793-3802, 2021. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s00203-021-02414-3#article-info. Acesso: 5 de nov. 2023.

SILVA JÚNIOR, Edivan Lourenço; GONZALEZ, Luiza Fernanda Camacho. A importância dos probióticos para o sistema imunológico. Revista Multidisciplinar em Saúde, v. 3, n. 3, 2022. Disponível em: https://editoraime.com.br/revistas/index.php/rems/article/view/3462. Acesso em: 16 de nov. 2023.

SOARES, Dagmar Mercado; et al. Candidíase vulvovaginal: uma revisão de literatura com abordagem para Candida albicans. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research-BJSCR, v. 25, n. 1, p. 28-34, 2018. Disponível em: https://www.mastereditora.com.br/periodico/20181204_202650.pdf. Acesso: 7 de nov. 2023.

SUN, Zhongwen; et al. Vulvovaginal candidiasis and vaginal microflora interaction: Microflora changes and probiotic therapy. Frontiers in Cellular and Infection Microbiology, vol. 13, no. February, p. 1–7, 2023. Disponível em: https://doi.org/10.3389/fcimb.2023.1123026. Acesso em: 15 de abr. 2024.

Teixeira, Elizabeth; et al. Revisão integrativa da literatura passo a passo & convergências com outros métodos de revisão. Revista de Enfermagem da UFPI, v. 5, p. 3-7, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.26694/reufpi.v2i5.1457. Acesso em: 1 de mar. 2024.

VICARIOTTO, Franco; et al. Efficacy of Lactiplantibacillus plantarum PBS067, Bifidobacterium animalis subsp. lactis BL050, and Lacticaseibacillus rhamnosus LRH020 in the Amelioration of Vaginal Microbiota in Post-Menopausal Women: A Prospective Observational Clinical Trial. Nutrients, vol. 16, no. 3, 2024. Disponível em: https://doi.org/10.3390/nu16030402. Acesso em: 5 de mai. 2024.

WORLD GASTROENTEROLOGY ORGANISATION (WGO). Probiotics and Prebiotics. Global Guardian of digestive health, 2017.

WU, Ling Ying; YANG, Tsai Hwa; OU, Yu Che; LIN, Hao. The role of probiotics in women’s health: An update narrative review. Taiwanese Journal of Obstetrics and Gynecology, vol. 63, no. 1, p. 29–36, 2024. DOI 10.1016/j.tjog.2023.09.018. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.tjog.2023.09.018. Acesso em: 20 de abr. 2024.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.