ELABORAÇÃO DA BARRA DE CEREAL PARA AUXÍLIO NO TRATAMENTO DO DIABETES MELLITUS TIPO 2 EM ADULTOS
PDF (Português (Brasil))

Keywords

Barras de cereais
ingredientes funcionais
diabete tipo 2
características físico-químicas

How to Cite

Penaforth, G. N. de N., Lima, G. A., Cezar, F. L. da S., & Machado, A. R. G. (2024). ELABORAÇÃO DA BARRA DE CEREAL PARA AUXÍLIO NO TRATAMENTO DO DIABETES MELLITUS TIPO 2 EM ADULTOS. REVISTA FOCO, 17(6), e5292. https://doi.org/10.54751/revistafoco.v17n6-005

Abstract

Introdução: As barras de cereais apresentam grande possibilidade de inovação, em que diversos ingredientes podem ser incorporados. Objetivo: Este estudo tem como objetivo elaborar uma formulação de barra de cereal como alimento funcional no auxílio do tratamento de Diabetes Mellitus tipo 2 em adultos. Metodologia: As barras de cereais foram elaboradas com a formulação padrão. Os ingredientes utilizados foram aveia em flocos, semente de chia, castanha-do-brasil, chocolate 60%, coco ralado e óleo de coco. Foram realizadas as análises microbiológicas e físico-químicas: umidade, extração de lipídios, determinação de proteínas, determinação de cinzas, determinação de fibras e determinação de carboidratos por diferença. Resultados: Os resultados das análises microbiológicas verificaram ausência de coliformes, salmonella sp, fungos e leveduras, evidenciando que as barras de cereal estão em conformidade com os padrões microbiológicos. As análises físico-químicas constataram que as barras apresentaram boas características nutricionais, podendo ser considerada como boa fonte de proteína (24%) e de fibras (15,7%), comparativamente com outras barras no mercado. Conclusão: Considerando os resultados deste trabalho, as barras de cereais oferecem perspectivas encorajadoras quando enriquecidas com ingredientes saudáveis e podem atuar no auxílio do tratamento do Diabetes Tipo 2 em adultos.

https://doi.org/10.54751/revistafoco.v17n6-005
PDF (Português (Brasil))

References

ANDRADE, J. O. Aproveitamento do resíduo de manga no desenvolvimento de barra de cereal: atividade antioxidante in vitro e avaliação sensorial. 2019. 51 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Universidade Federal de Campina Grande Centro de Educação e Saúde, Cuité-PB, 2019. Disponível em: <http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/8278>. Acesso em 25 out. 2023.

ADA. American Diabetes Association. The prevention or delay of type 2 diabetes (Position Statement). Diabetes Care, 2004; 27(Suppl.1):S47-S54.

A. O. A. C. Association Of Official Analytical Chemists. Official methods of. 14. ed. Washington, 1984.

A. O. A. C. Association Of Official Analytical Chemists. Official methods of analysis. 15 ed. Washington: AOAC, 2006.

AKUTSU, R. C. et al. A ficha técnica de preparação como instrumento de qualidade na produção de refeições. Revista de Nutrição, Campinas, v. 18, n. 2, p. 277-279, 2005.

BRASIL. Ministério da Saúde. PROTOCOLO CLÍNICO E DIRETRIZES TERAPÊUTICAS DO DIABETE MELITO TIPO 2 - PORTARIA SCTIE/MS Nº 54, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2020. Diário Oficial da União. República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 2020.

BRASIL, Instituto Adolfo Lutz. Métodos físico-químicos para análise de alimentos (4th ed., Volume 1, p.1020). São Paulo: Instituto Adolfo Lutz, 2008.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Resolução-RDC nº 360 de 23 de dezembro de 2003. Dispõe sobre o regulamento técnico de rotulagem nutricional de alimentos embalados. Diário Oficial da União. República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 2003.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência de Vigilância Sanitária. RESOLUÇÃO – RDC Nº 359, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2003. Diário Oficial da União. República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 2003. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2003/rdc0359_23_12_2003.html>. Acesso em 09 nov. 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Regulamento Técnico referente às embalagens, 19 de outubro de 2020. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2020. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/setorregulado/regularizacao/alimentos/embalagens>. Acesso em 10 nov. 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução nº 263, de 22 de setembro de 2005. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 23 set. 2005. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2005/rdc0263_22_09_2005.html>. Acesso em 09 nov. 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução nº 54, de 12 de novembro de 2012. Diário Oficial da União. Brasília, DF. 2012. Disponível em: <http://portal.anvisa.gov.br/documents/%2033880/2568070/rdc0054_12_11_2012.pdf/c5ac23fd-97e-4f2c-9fbc-48f7e0a31864>. Acesso em 09 nov. 2023.

BOMFIM, N. da S.; KANASHIRO, A. D. dos S. PROPRIEDADES NUTRICIONAIS DA SALVIA HISPANICA L. E SEUS BENEFÍCOS PARA A SAÚDE HUMANA. Unoesc & Ciência - ACBS, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 199–206, 2016. Disponível em: <https://periodicos.unoesc.edu.br/acbs/article/view/10820>. Acesso em: 12 nov. 2023.

CHO, Nam H. et al. IDF Diabetes Atlas: Global estimates of diabetes prevalence for 2017 and projections for 2045. Diabetes research and clinical practice, v. 138, p. 271-281, 2018. DOI: 10.1016/j.diabres.2018.02.023. Acesso em 27 out. 2023.

COVINO, R. et al. Manufacturing cereal bars with high nutritional value through experimental design. Acta Scientiarum. Technology, v. 37, n. 1, p. 149-154, 2015. DOI: 10.4025/actascitechnol.v37i1.20732. Acesso em 25 out. 2023.

CAPELEZZO, L. et al. Elaboração e avaliação físico-química de uma barra de cereal utilizando resíduo cervejeiro / Physical and chemical evaluation and evaluation of a cereal bar using beer waste. Brazilian Journal of Health Review, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 5107–5121, 2020. DOI: 10.34119/bjhrv3n3-090. Acesso em: 10 nov. 2023.

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Castanha-do-Brasil. Agência de Informação. 2022. Disponível em: <https://www.embrapa.br/agencia-de-informacao- tecnologica/cultivos/castanha-do-brasil>. Acesso em 12 nov. 2023.

FERREIRA, Cynthia de Souza et al. Effect of chia seed (Salvia hispanica L.) consumption on cardiovascular risk factors in humans: a systematic review. Nutricion hospitalaria, v. 32, n. 5, p. 1909-1918, 2015. DOI: 10.3305/nh.2015.32.5.9394. Acesso em 12 de nov. 2023

GUTKOSKI, L. C. et al. Desenvolvimento de barras de cereais à base de aveia com alto teor de fibra alimentar. Food Science and Technology, v. 27, n. 2, p. 355–363, abr. 2007. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0101-20612007000200025>. Acesso em 29 out. 2023.

GEORG, A. E. et al. Análise econômica de programa para rastreamento do diabetes mellitus no Brasil. Revista Saúde Pública, n. 39, v. 3, p. 452-460, jun. 2005. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0034-89102005000300017>. Acesso em 05 nov. 2023.

GUIMARÃES, M. M.; SILVA, M. s. Nutritional quality and acceptability of cereal bars added of muricidried fruits. Revista do Instituto Adolfo Lutz, v. 68, n. 3, p. 426-433, 2009.

LEMOS, F. M. R. Elaboração e caracterização de produto análogo a hambúrguer de cogumelo Agaricus brasiliensis. Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Alimentos), Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2009.

LABUNSKYY, V. M.; HATFIELD, D. L.; GLADYSHEV, V. N. Selenoproteins: molecular pathways and physiological roles. Physiologicals Reviews, v. 94, n. 3, p. 739-777, 2014. DOI: 10.1152/physrev.00039.2013. Acesso em 10 nov. 2023.

MATSUURA, F. C. A. U. Estudo do albedo de maracujá e de seu aproveitamento em barra de cereais. 2005. 157p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos, Campinas, SP. Disponível em: <https://hdl.handle.net/20.500.12733/1599242>. Acesso em: 29 out. 2023.

MENG, Qingying et al. Systems nutrigenomics reveals brain gene networks linking metabolic and brain disorders. EBioMedicine, v. 7, p. 157-166, 2016. Disponível em: <https://doi.org/10.1016/j.ebiom.2016.04.008>. Acesso em 27 out. 2023.

MALANCHEN, B. et al. COMPOSIÇÃO E PROPRIEDADES FISIOLÓGICAS E FUNCIONAIS DA AVEIA. FAG JOURNAL OF HEALTH (FJH), v. 1, n. 2, p. 185-200, 31 jul. 2019. DOI: <https://doi.org/10.35984/fjh.v1i2.86>. Acesso em 12 nov. 2023.

MURSU, J. et al. Dark chocolate consumption increases HDL cholesterol concentration and chocolate fatty acids may inhibit lipid peroxidation in healthy humans. Free Radical Biology & Medicine, v. 37, n. 9, p. 1351–1359, 2004. DOI: 10.1016/j.freeradbiomed.2004.06.002. Acesso em 12 nov. 2023.

MARTINS, A. P. et al. O problema do pós consumo do coco no Brasil: Alternativas e Sustentabilidade em Debate, Brasília, v. 7, n. 1, p. 44-57, jan./abr. 2016. Disponível em: <https://doi.org/10.18472/SustDeb.v7n1.2016.16566>. Acesso em: 10 nov. 2023.

MONTEIRO, R. Norma brasileira de comercialização de alimentos para lactentes e crianças de primeira infância: histórico, limitações e perspectivas. Revista Panamericana de Salud Publica, v. 19, n. 5, p. 354-362, 2006. Disponível em: <http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49892006000500014>. Acesso em 12 nov. 2023.

NUNES, J. S. et al. Influência da temperatura de secagem nas propriedades físico-química de resíduos abacaxi. Agropecuária Técnica, [S. l.], v. 38, n. 1, p. 41–46, 2017. DOI: 10.25066/agrotec.v38i1.29991. Acesso em: 10 nov. 2023.

OGURTSOVA, K. et al. IDF Diabetes Atlas: Global estimates for the prevalence of diabetes for 2015 and 2040. Diabetes Research and Clinical Practice, volume 128, 2017, p. 40-50, ISSN 0168-8227. Disponível em: <https://doi.org/10.1016/j.diabres.2017.03.024>. Acesso 27 out. 2023.

OLIVEIRA, E. C. T. Produção de barra de cereal a partir da fruta do cerrado araticum (Annona crassiflora). 2016. 58 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Alimentos) - Faculdade de Engenharia Química, Universidade Federal de Uberlândia, Patos de Minas, 2015. Disponível em: < https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19669>. Acesso em 27 out. 2023.

PEREIRA, M. F. V; FIGUEIREDO, A. M. A importância do diagnóstico da Diabetes Mellitus tipos 1 e 2 na infância. Rev. Salusvita, Bauru, v. 36, n. 2, p. 601-614, 2017. Disponível em: <https://secure.unisagrado.edu.br/static/biblioteca/salusvita/salusvitav36n22017art15.pdf>. Acesso em 05 nov. 2023.

RAMOS, S. et al. Terapia Nutricional no Pré-Diabetes e no Diabetes Mellitus Tipo 2. Diretriz Oficial da Sociedade Brasileira de Diabetes, 2022. DOI: 10.29327/557753.2022-25, ISBN: 978-65-5941-622-6. Acesso em 29 out. 2023.

SBD. SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Atualização brasileira sobre diabetes. Rio de Janeiro: Diagraphic; 2006.

SBD. SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Diretrizes Sociedade Brasileira de Diabetes 2019-2020. São Paulo, 2019.

SBD. SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Terapia Nutricional no Pré-Diabetes e no Diabetes Mellitus Tipo 2. Diretriz Oficial da SBD, 2022. Disponível em: <https://diretriz.diabetes.org.br/terapia-nutricional-no-pre-diabetes-e-no-diabetes-mellitus-tipo-2/>. Acesso em 09 nov. 2023.

SILVA, N. Manual de Métodos de Análise. Microbiológica de Alimentos. São Paulo - Livraria Varela Editora, 2007.

SOUSA, A. M. et al. AVALIAÇÃO DA ROTULAGEM NUTRICIONAL E TEOR DE FIBRAS ALIMENTARES DE BARRAS DE CEREAIS. Revista de Saúde Pública de Santa Catarina, [S. l.], v. 8, n. 1, 2015. Disponível em: <https://revista.saude.sc.gov.br/index.php/files/article/view/123>. Acesso em: 12 nov. 2023.

VIEIRA, D. M. et al. Elaboração de barra de cereal com resíduos secos de abacaxi e caju. Caderno Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, [S. l.], v. 9, n. 7, p. p6839, 2019. Disponível em: <https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/CVADS/article/view/6839>. Acesso em 09 nov. 2023.

WEICKERT, M. O.; PFEIFFER, A. FH. Impact of dietary fiber consumption on insulin resistance and the prevention of type 2 diabetes. The Journal of nutrition, v. 148, n. 1, p. 7-12, 2018. DOI: 10.1093/jn/nxx008. Acesso em 12 nov. 2023.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.