DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO ANEURISMA DE ARTÉRIA CEREBRAL: UMA REVISÃO INTEGRATIVA
PDF (Português (Brasil))

Keywords

Aneurisma cerebral
diagnóstico
angiotomografia
angiografia cerebral
acidente vascular cerebral

How to Cite

da Silva, P. B., da Silva, H. F. M., Coelho, V. G. de A., Melo, M. L., Nascimento, C. A. L., Fernandes, P. G., Gonçalves, T. de C., Silva, A. N. C., do Nascimento, O. K. M., de Sousa, J. C. N., & Monteiro, J. de M. (2023). DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO ANEURISMA DE ARTÉRIA CEREBRAL: UMA REVISÃO INTEGRATIVA. REVISTA FOCO, 16(11), e3740. https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-198

Abstract

Objetivo: Este trabalho visa identificar na literatura evidências científicas sobre a abordagens das formas de diagnóstico por imagem no aneurisma cerebral. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa de literatura, na qual foram analisados artigos, utilizando-se de bases de dados como SciELO, PubMed e Google acadêmico. Para tanto, foram utilizados os descritores “Aneurisma cerebral”, “Diagnóstico”, “Angiotomografia”, “Angiografia Cerebral ” e “Acidente vascular cerebral”.  Resultados/Discussão: A angiografia permanece como método “padrão ouro” para avaliar aneurismas cerebrais. Embora haja outros métodos diagnósticos disponíveis, são considerados estudos complementares e não podem substituir a angiografia. A angiotomografia, um método mais recente, oferece vantagens como rapidez, baixa invasividade, menor risco de complicações e custo reduzido. Além disso, fornece detalhes que não são observados na angiografia, podendo diminuir os riscos associados à patologia. Inicialmente os casos de hemorragia subaracnóidea são investigados pela tomografia de crânio, quando há suspeita de aneurismas é realizada a angiotomografia ou a angiorressonância fornecendo, em muitos casos, informações para o tratamento sem depender exclusivamente da angiografia. Conclusão: Os aneurismas são dilatações que crescem silenciosamente na parede da artéria e geralmente não causam sintomas até romperem, podendo levar a sequelas graves ou a morte. O diagnóstico é feito por meio de exames de imagem como tomografia do crânio (TC), angiotomografia, ressonância magnética (RM) e angiografia cerebral (padrão ouro no diagnóstico).  Ressalta-se a importância do diagnóstico preciso, visando a redução da mortalidade e morbidade.

https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-198
PDF (Português (Brasil))

References

AJIBOYE, Norman et al. Unruptured cerebral aneurysms: evaluation and management. The Scientific World Journal, v. 2015.

ANDRADE, Guilherme Cabral et al. Diagnóstico dos Aneurismas Cerebrais por Angiotomografia Tridimensional. Serviço de Neurocirurgia/Neurorradiologia da Santa Casa de Ribeirão Preto SP, 2002.

AZEVEDO , Brenda et al. Angiografia cerebral: agente modificador no desfecho do diagnóstico de aneurismas cerebrais e em seu planejamento cirúrgico. Brazilian Journal of health Review, [S. l.], p. 8, 2019.

COBUCCI, F. L. R et al. Aneurisma em trifurcação de artéria cerebral média: relato de caso e revisão da literatura. JBNC - JORNAL BRASILEIRO DE NEUROCIRURGIA, [S. l.], v. 32, n. 2, p. 137–148, 2021.

FALEIRO, Luiz Carlos Mendes et al. Tratamento cirúrgico dos aneurismas não rotos da artéria cerebral Média. Arq. Neuro-Psiquiatr., São Paulo, v. 62, n. 2ª, p. 319-321, June 2004.

FONSECA, Gustavo et al. Acidente vascular encefálico e aneurisma cerebral: uma revisão. E-Academia, [S. l.], p. 10, 2022.

GALVÃO, Jarbas et al. Prevalência de aneurismas cerebrais incidentais entre homens e mulheres. Saúde e Pesquisa, [S. l.], p. 8, 2020.

KUNZENDORFF, Bruna Aurich et al. Aneurisma Cerebral - Diagnóstico e Tratamento. Anais do Seminário Científico do UNIFACIG, 2018.

MARQUES, Rafaela et al. Perfil epidemiológico, fatores de risco e complicações em pacientes com Aneurisma Intracraniano: uma revisão integrativa. Brazilian Journal of Development , [S. l.], p. 15, 2022.

MENÉNDEZ, Djalma et al. Angiotomografia computadorizada para aneurismas cerebrais na hemorragia subaracnóidea espontânea. Machine Translated by Google, [S. l.], p. 6, 2016.

MENEZES, M. G. V., Ribeiro, C. J. N., Nascimento, F. D. S., Alves, J. A. B., Lima, A. G. C. F., & Ribeiro, M. D. C. D. O. (2017). Dor pós-operatória e Analgesia em pacientes submetidos à pinçamento de aneurisma cerebral não roto. Revista Dor, 18, 27-31.

MOLINA, Gabriela et al. Aneurismas intracranianos: epidemiologia e análise morfológica por angiografia digital. Ver Med, [S. l.], p. 8. 2022.

OLIVEIRA, Elvis et al. Diagnóstico e Tratamento de aneurismas cerebrais: uma revisão integrativa. Atena, [S. l.], p. 7. 2021.

RONALDO SPOTTI, ANTONIO Angiografia pela Ressonância Magnética dos aneurismas Intracranianos. Hospital de Base da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FMSJRP), 2001.

SCALZO, P. L., de Souza, E. S., de Oliveira Moreira, A. G., & Vieira, D. A. F. (2010). Qualidade de vida em pacientes com Acidente Vascular Cerebral: clínica de fisioterapia Puc Minas Betim. Revista neurociências, 18(2), 139-144.

SOUZA, Maria Aparecida, GASPAR, Patrícia Ribeiro. Diretriz Assistencial Multidisciplinar de Abordagem ao Paciente com Acidente Vascular Cerebral. Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo, 2018.

URICCHIO, M et al. Computed Tomography Angiography Versus Digital Subtraction Angiography for Postclipping Aneurysm Obliteration Detection. Stroke, v. 50, n. 2, p. 381-388, 2019.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.