SUSTENTABILIDADE E PRESERVAÇÃO DO SOLO EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO BRASILEIRAS(2015-2021): UMA AVALIAÇÃO NECESSÁRIA
PDF (Português (Brasil))

Keywords

Conscientização ambiental
pedologia
ambiente escolar

How to Cite

da Silva, M. B. de D. C., de Cristo, J. P., Pereira, J. A., Borges, C. R., Sell, L. G., Nascimento, V., Jährig, A. P., & Becegato, V. A. (2023). SUSTENTABILIDADE E PRESERVAÇÃO DO SOLO EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO BRASILEIRAS(2015-2021): UMA AVALIAÇÃO NECESSÁRIA. REVISTA FOCO, 16(11), e3726. https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-193

Abstract

O solo, crucial para a produção de alimentos e a saúde humana, está sofrendo degradação devido à falta de políticas públicas e conscientização da sociedade. A Educação Ambiental - EA é apontada como uma solução para mitigar os impactos negativos no solo, promovendo a sensibilização e mudanças de hábitos. Assim, um estudo desenvolvido por Silva, Lacerda e Radons (2023) identificou como a sustentabilidade vem sendo abordada em instituições de ensino brasileiras, contudo, nesta análise, a presença do constituinte solo não foi explorada. Diante disso, esta pesquisa busca entender como a temática do solo aparece nesses espaços institucionais, no período de 2015 a 2021. Para isso, foi utilizado como base os 99 trabalhos identificados por Silva, Lacerda e Radons (2023) para analisar como os solos estão inseridos nos mesmos. Como resultado, foi possível perceber uma grande falta de pesquisas na área, representando apenas 21,2% do total de estudos. Além disso, 19 dos 21 artigos mencionam o solo de forma superficial, sem explorar sua importância ou aplicação prática. Conclui-se que há extremas necessidades de tratar sobre solos nas instituições de ensino para a sua proteção.

https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-193
PDF (Português (Brasil))

References

ALMEIDA, I. D. A. Metodologia do Trabalho Científico. Recife: Ed. UFPE. 2021. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/49435/1/METODOLOGIA%20DO%20TRABALHO%20CIENT%C3%8DFICO.pdf. Acesso em: 20 out. 2023.

BECEGATO, V. R. Qualidade Ambiental da Área de Influência Direta e Indireta do Aterro Controlado Desativado de Lages- SC. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, 2017.

BIONDI, D.; FALKOWSKI, V. Avaliação de uma atividade de educação ambiental com o tema “solo”. REMEA-Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, [s.l.], v. 22, 2009. DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v22i0.2811. Disponível em: https://periodicos.furg.br/remea/article/view/2811. Acesso em: 13 jun. 2023.

BRASIL. Lei n° 9.795, de 27 de abril de 1999. Institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 27 abr. 1999. Disponível em:https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm . Acesso em: 18 jul. 2023.

FERNANDES, C. L. F. et al. Quais agrotóxicos estão contaminando os solos brasileiros? Research, Society and Development, [s.l.], v. 9, n. 3, 2020. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v9i3.2569. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/2569. Acesso em: 1 nov. 2023.

FERREIRA, C. S. S. et al. Soil degradation in the European Mediterranean region: Processes, status and consequences. Science of the Total Environment, [s.l.], v. 805. 2022. DOI: https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2021.150106. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0048969721051810. Acesso em: 3 out. 2023.

FONSECA, M. N. DA; SILVA, M. C. DA. Educação ambiental para o ensino de solos em Geografia: uma proposta aplicada no ensino fundamental e médio em Curitiba (Paraná). Revista de Geografia, [s.l.], v. 38, n. 3, 2021. DOI: https://doi.org/10.51359/2238-6211.2021.250621. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistageografia/article/view/250621. Acesso em: 3 out. 2023.

GOMIERO, T. Soil degradation, land scarcity and food security: Reviewing a complex challenge. Sustainability, [s.l.], v. 8, n. 3. 2016. DOI: https://doi.org/10.3390/su8030281. Disponível em: https://www.mdpi.com/2071-1050/8/3/281. Acesso em: 8 out. 2023.

HAMMAM, A. A. et al. Assessment of Soil Contamination Using GIS and Multi-Variate Analysis: A Case Study in El-Minia Governorate, Egypt. Agronomy, [s.l.], v. 12, n. 5. 2022. DOI: https://doi.org/10.3390/agronomy12051197. Disponível em: https://www.mdpi.com/2073-4395/12/5/1197. Acesso em: 10 out. 2023.

LOUREIRO, C. F. B. Educação ambiental crítica: contribuições e desafios. Conceitos e práticas em educação ambiental na escola. Brasília: Ministério da Educação, Coordenação Geral de Educação Ambiental: Ministério do Meio Ambiente, Departamento de Educação Ambiental : UNESCO, 2007.

LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P. Ecologia política, justiça e educação ambiental crítica: perspectivas de aliança contrahegemônica. Trabalho, Educação e Saúde, [s.l.], v. 11, n. 1, p. 53-71, 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S1981-77462013000100004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tes/a/8VPJg4SGvJLhcK3xcrrnHRF. Acesso em: 10 out. 2023.

MARCHI, C. M. D. F.; GONÇALVES, I. de O. Compostagem: a importância da reutilização dos resíduos orgânicos para a sustentabilidade de uma instituição de ensino superior. Revista Monografias Ambientais, [s.l.], v. 19, p. e1, 2020. DOI: htt://doi.org/10.5902/2236130841718.

MARQUES, M. A.; ANJOS, L. H. C. DOS; DELGADO, A. R. S. Land Recovery and Soil Management with Agroforestry Systems. Spanish Journal of Soil Science, [s.l.], v. 12, p. 10457, 2022. DOI: https://doi.org/10.3389/sjss.2022.10457. Disponível em: https://www.frontierspartnerships.org/articles/10.3389/sjss.2022.10457/full. Acesso em: 10 out. 2023.

MORITA, A. K. M et al. Pollution threat to water and soil quality by dumpsites and non-sanitary landfills in Brazil: A review. Waste Management, [s.l.], v. 131, p. 163-176, 2021. DOI: https://doi.org/10.1016/j.wasman.2021.06.004. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0956053X21003391#f0045. Acesso em: 10 out. 2023.

MUGGLER, C. C.; SOBRINHO, F. A. P.; MACHADO, V. A. Educação em solos: princípios, teoria e métodos. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Recife, v. 30, p. 733-740, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-06832006000400014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbcs/a/Nm8pcwCzY4dh87dzkzQKQ9z/?format=html&lang=pt. Acesso em: 10 out. 2023.

ROSTAS, C. H. G. da S.; CAPORLINGUA,V. H. Catadoras/es de materiais recicláveis: reflexões a partir da Educação Ambiental crítica. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), [s.l.], v. 18, n. 1, p. 09–27, 2023. DOI: https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.14408. Disponível em: https://periodicos.unifesp.br/index.php/revbea/article/view/14408 . Acesso em: 10 out. 2023.

SENGER, V. A. et al. O reúso da água gerada por climatizadores para resolução de problemas a partir de pesquisa-ação em instituição pública de ensino. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade: GeAS, [s.l.], v. 7, n. 2, p. 322-339, 2018. DOI: https://doi.org/10.5585/geas.v7i2.724. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/geas/article/view/10243. Acesso em: 18 out. 2023.

SIEMIONKO, A. D.; CAPORLINGUA, V. H. A Educação Ambiental e os agentes recicladores da cooperativa renascer-Canoas/RS/Brasil. Ambiente & Educação, [s.l.], v. 22, n. 1, p. 61-76, 2017. DOI: https://doi.org/10.14295/ambeduc.v22i1.6072. Disponível em: https://periodicos.furg.br/ambeduc/article/view/6072. Acesso em: 20 out. 2023.

SILVA, C. D. D. DA; ALMEIDA, L. A. P. DE; FERREIRA, N. P. Educação ambiental e conservação do solo: uma proposta didática interdisciplinar para a educação básica. Natural Resources, [s.l.], v. 11, n. 3, p. 14-19, 29 out. 2021. DOI: https://doi.org/10.6008/CBPC2237-9290.2021.003.0003. Disponível em: https://sustenere.co/index.php/naturalresources/article/view/6308. Acesso em: 20 out. 2023.

SILVA, I. Educar para conservar: importância do solo na preservação da biodiversidade e segurança alimentar. Revista Craibeiras de Agroecologia, [S. l.], v. 4, n. 2, 2019.

SILVA, M. B. de D. C. da; LACERDA, C. C.; RADONS, M. L. C. Sustentabilidade ambiental em instituições de ensino brasileiras: estudos realizados de 2015 a 2021. Revista Sergipana de Educação Ambiental, [S. l.], v.10. p. 1-20. DOI:https://doi.org/10.47401/revisea.v10.18694. Disponível em: https://periodicos.ufs.br/revisea/article/view/18694. Acesso em: 20 out. 2023.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.