MATERIAIS MANIPULÁVEIS NO ENSINO DE GEOMETRIA ESPACIAL
PDF (Português (Brasil))

Keywords

Geometria espacial
materiais manipuláveis
sólidos geométricos

How to Cite

Santiago, E., da Silva, M. A., & de Araújo, M. N. M. (2023). MATERIAIS MANIPULÁVEIS NO ENSINO DE GEOMETRIA ESPACIAL. REVISTA FOCO, 16(11), e3724. https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-190

Abstract

Esta pesquisa foi desenvolvida a partir das observações dos autores em relação às dificuldades apresentadas pelos alunos no estudo da Geometria Espacial. Uma alternativa apresentada no ensino da Geometria Espacial é o uso dos materiais manipuláveis. Assim, este estudo tem como principal objetivo analisar as contribuições do uso dos materiais manipuláveis com os sólidos geométricos no ensino de Geometria Espacial. A pesquisa apresenta uma abordagem quanti-qualitativa, tendo como característica exploratória, e os procedimentos técnicos pesquisa ação, dispondo da participação de duas turmas do 2° Ano do Curso Técnico em Informática, ambos do IFNMG - Campus Salinas. O objeto utilizado para esta pesquisa são os sólidos geométricos, onde as turmas participaram de um questionário diagnóstico, uma oficina com materiais manipuláveis os sólidos geométricos: prisma e pirâmide e para finalizar um questionário avaliativo. No primeiro questionário, o objetivo principal foi verificar a afinidade dos alunos com Materiais manipuláveis, mais especificamente com os sólidos geométricos, e obter informações sobre prisma e pirâmide. Já na oficina teve como objetivo analisar a capacidade do aluno em utilizar os materiais manipuláveis para encontrar o número de faces, arestas, vértices, e calcular a área superficial e o volume do Prisma e da Pirâmide. No questionário avaliativo, foram avaliados: o interesse na utilização de uma metodologia diversificada, se o uso dos materiais manipuláveis ofereceu um suporte no aprendizado de geometria espacial e se os alunos gostariam de continuar utilizando materiais manipuláveis no ensino da matemática. Este estudo demostrou que alunos consideram importante o uso de materiais manipuláveis no ensino de geometria espacial, e também percebe-se que as contribuições dos materiais manipuláveis são relevantes para o ensino e aprendizagem da geometria espacial. Portanto, o uso de materiais concretos será uma ferramenta que proporcionará aos alunos uma melhor visualização e consequentemente uma aprendizagem à medida que eles manuseiam os materiais, permitindo assim entender por meios de diferentes áreas e representações geométricas.

https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-190
PDF (Português (Brasil))

References

BECKER, Marcelo. Uma alternativa para o ensino de Geometria: Visualização Geométrica e representações de sólidos no plano. Dissertação. Porto Alegre - RS. 2009. Disponível em: <http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/17161/000712216.pdf?sequence=1> Acesso em: 18. Out.2017.

BOYER, Carl B. História da Matemática. -ver.por Uta C. Merzabach; trad. de Elza F.Gomide, 3 ed. BlucherLtda, São Paulo, 2010.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais - Matemática. Brasília, 1998.

BRASIL, Ministério da Educação e do Desporto.Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Brasília: MEC, 2000.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais. PCN+ Ensino Médio. Orientações Educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. - Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: MEC, SEMTEC, 2002.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 1991.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2002.

LIMA, Elon Lages. Medida e Forma em Geometria: comprimento, área, volume e semelhança. Editora: SBEM – Sociedade Brasileira de Educação Matemática, 4º ed. Rio de Janeiro, 2009.

LIMA I. N.; MOURA M. J. N. A; COSTA M. L. C. Materiais Didáticos Manipuláveis: Investigações Sobre Seu Uso Nas Aulas De Matemática. 2012. Disponível em: <http://www.editorarealize.com.br/revistas/conedu/trabalhos/TRABALHO_EV056_MD1_SA8_ID8213_15082016164626.pdf>. Acesso em: 05. Mai.2018.

LORENZATO, Sérgio. O Laboratório de Ensino de Matemática na Formação de Professores. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

LORENZATO, Sérgio. Laboratório de ensino de matemática e materiais didáticos manipuláveis. In: LORENZATO, Sérgio (org.). O Laboratório de ensino de matemática na formação de professores. Campinas: Autores associados, 2009.

LORENZATO, Sérgio. Por que não ensinar geometria?A Educação matemática em Revista-Geometria, Blumenau, SC: SBEM – Sociedade Brasileira de Educação Matemática, ano III,p.3-13,1º sem.1995.

NACARATO, Adair Mendes. Eu Trabalho primeiro no concreto. Revista de Educação Matemática. Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM). Ano 9, n.9-10, (2004-2005), p.1-6. Disponível em: <https://pactuando.files.wordpress.com/2014/08/eu-trabalho-primeiro-no-concreto.pdf>Acesso em: 18. Set. 2017.

PASSOS, Carmem Lucia Brancaglion. Materiais manipuláveis como recursos didáticos na formação de professores de matemática. In: LORENZATO, Sérgio (org.). O Laboratório de ensino de matemática na formação de professores. Campinas: Autores associados, 2009.

SALIN, Eliana Bevilacqua. Geometria Espacial: A aprendizagem através da construção de sólidos geométricos e da resolução de problemas. Florianópolis-SC, 2013. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.5007/1981-1322.2013v8n2p261>Acesso em: 24 set.2017.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 23ª ed. São Paulo: Cortez, 2007.

TURRIONI, Ana Maria Silveira; PEREZ, Geraldo. Implementando um laboratório de educação matemática. In: LORENZATO, Sérgio (org.). O Laboratório de ensino de matemática na formação de professores. Campinas: Autores associados, 2009.

VALE, Isabel. Materiais Manipuláveis. Viana do Castelo, 2002. Disponível em: <http://www.academia.edu/download/33146967/materiais_manipulaveis.pdf>

Acesso em: 20 set.2017.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.