EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA CUIDADORES FORMAIS E INFORMAIS: PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA
PDF (Português (Brasil))

Keywords

Cuidadores formais e informais
educação em saúde
qualidade de vida

How to Cite

Melo, A. P. D., dos Santos, K. da S., Wagner, E. R., de Oliveira, R. F., dos Santos, E. E. C., Morasco, S. de O., Batista, T. C., Lamonica, H. G., Rocha, G. H. S., da Silveira, R. E., & Campos, F. dos S. de F. B. (2023). EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA CUIDADORES FORMAIS E INFORMAIS: PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA. REVISTA FOCO, 16(11), e3711. https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-184

Abstract

O presente trabalho vem abordar a questão da garantia de qualidade de vida a cuidadores formais e informais e de seus pacientes, em uma perspectiva educativa e humana. Tem como objetivos evidenciar o papel dos cuidadores formais no trabalho de orientação dos cuidadores não formais e descrever a importância da boa e ideal conduta dos cuidadores diante das condições de cada paciente e frente à prática de educação em saúde. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica. Para o levantamento dos artigos, foram feitas buscas em bases de dados, como o Scielo e a BVS. Concluiu-se reforçando, portanto que, ao mesmo tempo que o cuidador, seja formal ou informal é um sujeito fundamental no bom desempenho do tratamento do paciente, é importante também que os mesmos, assim como os outros familiares, tenham apoio dos profissionais de saúde em geral. A coletividade entre os familiares também é um diferencial na convivência com quem recebe os cuidados.

https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-184
PDF (Português (Brasil))

References

BRASIL, Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de atenção básica, Coordenação-geral de atenção domiciliar. Caderno de Atenção Domiciliar. Brasília, 2012.

BRITO, C. M. S; FIGUEIREDO, M. L. F; TYRRELL, M. A. R. Health promoting behaviors by informal caregivers of older adults: an integrative review. Acta Paul Enfermagem, v. 35, eAPE003782, Mar. 2022.

CONVERSANI, D. T. N. Uma reflexão crítica sobre a Educação em Saúde. In: Estado de São Paulo, Secretaria de Estado de Saúde. Educação em Saúde. BIS, Boletim do Instituto de Saúde, n. 34, dez. 2004.

FARINHA, F. T. et al.. Influência da religiosidade/espiritualidade em cuidadores informais de crianças com leucemia. Revista Bioética, v. 30, n. 4, p. 892–899, out. 2022.

FIGUEIREDO, M. DO L. F. et al.. Cuidadores formais de idosos dependentes no domicílio: desafios vivenciados. Ciência & Saúde Coletiva, v. 26, n. 1, p. 37–46, jan. 2021.

ILHA, S. et al. Gerontotecnologias utilizadas pelos familiares / cuidadores de idosos com Alzheimer: contribuição ao cuidado complexo. Texto Contexto Enfermagem, 2018.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2013.

SHEPHERD-BANIGAN, M. E. et al. Family Caregiver and Provider Perspectives on Inclusive Care: Aligning Needs and Expectations. Med Care, 2021. 59(11): 961-969.

SOUSA, L; FIGUEIREDO, D; CERQUEIRA, M. Envelhecer em família: Os cuidados familiares na velhice. 2. ed. Lisboa: Ambar, 2006. 145 p.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.