UTILIZAÇÃO DA TOXINA BOTULÍNICA NO TRATAMENTO DE PACIENTES COM SEQUELAS DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL – AVC
PDF (Português (Brasil))

Keywords

AVC
tratamento
espasticidade

How to Cite

Silva, A. K. B., Guimarães, E. de L., dos Santos, L. E. C., & Rezende, G. de O. R. (2023). UTILIZAÇÃO DA TOXINA BOTULÍNICA NO TRATAMENTO DE PACIENTES COM SEQUELAS DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL – AVC. REVISTA FOCO, 16(11), e3680. https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-161

Abstract

Atualmente, o AVC é a principal causa de óbito no Brasil e apresenta um impacto significante na população, devido o seu acometimento e suas inúmeras sequelas. A toxina botulínica é utilizada no tratamento da perda total ou parcial dos movimentos, devido a espasticidade que é uma incapacidade a qual afeta diretamente o sistema nervoso central, podendo causar dor e deformidades. O objetivo do estudo foi identificar as evidências acerca do uso toxina botulínica perante a espasticidade muscular após  ao Acidente Vascular Cerebral – AVC. O levantamento das pesquisas foram por meio uma revisão integrativa de literatura e objetivo descritivo. A busca foi realizada virtualmente no meses de setembro e outubro de 2023 nas bases de dados: Scientific Electronic Library Online (Scielo), PUBMED (National Library of Medicine), LiteraturaLatino-Americana e do Caribe em Ciências de Saúde (LILACS) e BDENF Assim como em livros e revistas que abordam sobre a temática. O estudo apresentou resultados com evidências do uso toxina botulínica perante a espasticidade muscular após  ao Acidente Vascular Cerebral – AVC. Os quais apresentaram a importância do profissional de biomedicina para esse tipo de patologia e sua contribuição para recuperação desses pacientes.

https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-161
PDF (Português (Brasil))

References

ANDALÉCIO, M. et al. A utilização da toxina botulínica no tratamento da paralisia facial periférica. Research, Society and Development, v. 10, n. 9, p. e8510917935, 2021.

ARPEN – Associação Nacional dos Registro Civil. O número de óbitos por AVC no Brasil. Disponível em: https://transparencia.registrocivil.org.br>Acesso em: 25 de agosto de 2023.

ANJOS, A. A., MOURA, B. A., LIMA, J. M. C. S. R & LIMA, P. C. S. R. Toxina botulínica para correção de assimetria facial pós AVE: relato de caso clínico. Research, Society and Development, 9 (10), 1-17, 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Acidente Vascular Cerebral – AVC, 2022. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/avc-acidente-vascular-cerebral/>Acesso em: 17 de março de 2023.

BERNARDES, N.B; MORAES, L. N; VASCONCELOS, E. H. S; PEREIRA, C. D. O Uso da Toxina Botulínica Tipo A em Pacientes com Disfunções Motoras Geradas por Síndromes Neurológicas. Rev. Mult. Psic. V.15, N. 56, p. 559-576, Julho/2021.

BORGES, M. Efeito da toxina botulínica tipo A no tratamento de espasticidade de pacientes com sequelas de AVC e sua influência na funcionalidade: meta-análise. 2018. Dissertação de Mestrado em Ciências Aplicadas à Saúde da Universidade Federal de Goiás, Jataí, 2018.

CARDOSO, N. L.. O uso de toxina botulínica tipo a no tratamento de rugas dinâmicas periorbitais. 2020. Monografia (Graduação em Biomedicina) Faculdade de Ciências da Educação e da Saúde, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2022.

FIGUREIDO, B. Q; NETO, A. R. Tratamento de sequelas do Acidente Vascular Encefálico (AVE) com toxina botulínica. Research, Society and Development, v. 10, n. 8, e56610817880, 2021.

FUJITA , R. R.; HURTADO , C. C. N.. aspectos relevantes do uso da toxina botulínica no tratamento estético e seus diversos mecanismos de ação. Saber Científico , Porto Velho-RO, v. 8, n. 1, p. 1-14, 30 de Maio de 2019.

HESS, D; NISHIWAKI, J; LIBERATORI, M. F; EICHINGER, F. L. F. modalidades de tratamento da espasticidade: uma revisão da literatura. Cadernos de educação, saúde e fisioterapia , v. 4, n. 7. 2017.

Lima, L. S. R. & Guedes, J. L. S. Botulinum toxin in dentistry: a literature. Review. Rev. Brá, 77 (1), 1-8. tp://dx.doi.org/10.18363/rbo.v77.2020

MACHADO, V. S. conhecimento da população sobre acidente vascular cerebral em torres RS. Revista Brasileira de Neurologia, Torres-RS, v. 56, n. 3, p. 1-4. 2020.

MATEUS, S. Acidente vascular cerebral isquémico vs hemorrágico: taxa de sobrevivência. Revista científica da escola superior de saúde Dr. Lopes Dias do instituto politécnico de castelo branco, v. 3, n. 1, p. 1-11. 2020

MAZUREK, A; FRAGOSO, F.; GALINDO, N. A toxina botulinica no tratamento da avc - acidente vascular cerebral. UNIVAG – Centro Universitário de Várzea Grande - MT, [S. l.], p. 1-12. 2022.

MONTEIRO, R. P. G. Uso da toxina botulínica para melhora no aspecto facial das assimetrias decorrentes da paralisia de bell: relato de caso / Roberta Priscilla Gonçalves Monteiro. - 2022. 45 f.

NASCIMENTO, E. J. A. Do. O uso da toxina botulínica em pacientes espásticos, pós acidente vascular cerebral (AVC): uma revisão de literatura / Erick Jonson Araújo do Nascimento. - Governador Mangabeira - BA , 2021. 24 f.

SOUZA , Oneide Aparecida de. Toxina botulínica tipo a: aplicação e particularidades no tratamento da espasticidade, do estrabismo, do blefaroespasmo e de rugas faciais. Saúde & Ciência em Ação – Revista Acadêmica do Instituto de Ciências da Saúde, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 1-13. Agosto-Novembro 2016.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.