UMA ANÁLISE SOBRE OS ESTILOS DE APRENDIZAGEM E ENSINO
PDF (Português (Brasil))

Keywords

Programa mais aprendizagem
leitura, escrita e interpretação
resolução de problemas
estilos de aprendizagem
estilos de ensino
formação continuada

How to Cite

dos Santos, A. O., de Paula, G. B., & Potoski, G. (2023). UMA ANÁLISE SOBRE OS ESTILOS DE APRENDIZAGEM E ENSINO. REVISTA FOCO, 16(11), e3669. https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-150

Abstract

Considerando a necessidade constante em buscar estratégias efetivas de ensino aprendizagem e consequentemente melhorar a aprendizagem, o presente estudo tem como objetivo identificar os estilos de aprendizagem de estudantes e de ensino de professores presentes nas aulas do Programa Mais Aprendizagem ofertado pela Secretaria de Estado da Educação do Paraná. A fundamentação teórica sobre estilos de aprendizagem está fundamentada em autores como Alonso, Gallego e Honey (1994) e Portilho (2009), já o aporte teórico sobre os estilos de ensino aconteceu a partir dos estudos de Portilho (2011), Banas (2013), Portilho e Batista (2020). A metodologia de pesquisa de caráter qualitativo permitiu o reconhecimento dos estilos de aprendizagem de 60 estudantes e de ensino dos  4 professores participantes deste estudo que atuam no Programa Mais Aprendizagem dos Núcleos Regionais de Educação de Apucarana, Área Metropolitana Sul, Cascavel, Jacarezinho e Wenceslau Braz, (ZANELLA, 2009). Por meio dos resultados apresentados foi possível reconhecer que ainda há um distanciamento entre as formas de aprendizagens dos participantes da pesquisa e das formas de ensinar por parte dos professores. Considerando a relevância do Programa Mais Aprendizagem para os estudantes, ainda se faz necessário um equilíbrio dos estilos de aprendizagem, de modo que as práticas metodológicas possam contemplar um maior número de estudantes atendidos no Programa. Destaca-se também a necessidade de se trabalhar nos programas de formação continuada a temática dos estilos de aprendizagem e de ensino, de modo que os docentes possam durante as aulas flexibilizar a maneira como planejam, desenvolvem e avaliam dentro das aulas no Programa Mais Aprendizagem, permitindo aos estudantes estratégias diferenciadas para a superação de dificuldades relacionadas à leitura, interpretação e resolução de problemas.

https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-150
PDF (Português (Brasil))

References

ALONSO, C.M.; GALLEGO, D.J.; HONEY, P. Estilos de Aprendizaje. Que son. Como se diagnostican. Bilbao: Mensajero, 1994.

BANAS: Julia Cristina Bazani: Estilos de Ensino do professor: construção de um instrumento pedagógico. 2013. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2013.

BATISTA, Giovani; PORTILHO, Evelise. Estilos, estratégias e técnicas de ensino na educação básica: professores em formação continuada. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 20, n. 64, p. 50-74, jan./mar. 2020

PORTILHO, Evelise. Como se aprende? Estratégias, estilos e metacognição. Rio de Janeiro: Wak Ed. 2009.

PORTILHO, Evelise. Alfabetização: aprendizagem e conhecimento na formação docente. Curitiba: Champagnat, 2011.

PUPO, Eleanne Aguilera: Los estilos de enseñanza, una necesidad para la atención de los estilos de aprendizaje en la educación universitaria: Revista Estilos de Aprendizaje, nº10, Vol 10, octubre de 2012.

ZANELLA, L. C. H. Metodologia de estudo e de pesquisa em administração. Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração. UFSC: Brasília. CAPES: UAB, 2009.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.