AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DO ÓLEO ESSENCIAL DE Cymbopogon martinii
PDF (Português (Brasil))

Keywords

Plantas Medicinais
patógenos
ação antimicrobiana

How to Cite

Silva, V. de S., Oliveira, P. de L. L., Alves, L. G. S., da Silva, F. A., Bonato, J. M. V. S., Falcai, Ângela, Lima, E. N., & Novais, T. M. G. (2023). AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DO ÓLEO ESSENCIAL DE Cymbopogon martinii. REVISTA FOCO, 16(11), e3639. https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-117

Abstract

O Cymbopogon martinii (Palmarosa) é pertence à família das Poaceae. Plantas pertencentes a este gênero são perenes, raramente anuais. Possuem colmos eretos, que podem medir de 30 cm até 3 metros de altura. O óleo essencial de Palmarosa tem ação antibacteriana e antifúngica atribuída principalmente ao geraniol. Exibe atividade antioxidante, inibindo os radicais livres e espécies reativas de oxigênio, os quais têm o potencial de ocasionar danos celulares, como a interferência na síntese de DNA. Devido o surgimento de novos microrganismos que demonstram resistência ao tratamento com medicamentos já existentes, é de considerável importância a investigação das propriedades bioativas do óleo essencial de Cymbopogon martinii com ênfase na atividade antimicrobiana. Foi avaliado a atividade antibacteriana e antifúngica do óleo essencial de Cymbopogon martinii (Palmarosa), frente as cepas ATCC: Staphylococcus aureus ATCC 29213, Enterococcus faecalis ATCC 29212, Escherichia coli ATCC 25922, Pseudomonas aeruginosa ATCC 27853 e Klebsiella pneumoniae ATCC 700603 e as cepas fúngicas ATCC: Candida albicans ATCC 76615, Candida guilliermondii ATCC 6260, Candida glabrata ATCC 90030. A ação antimicrobiana de Cymbopogon martinii foi avaliada qualitativamente usando o método de difusão em Agar modificado, uma técnica descrita por Brcast 2023, bem como quantitativamente por meio da macrodiluição em caldo. Na técnica de disco difusão, o óleo essencial de Cymbopogon martinii não se mostrou eficaz contra as bactérias gram-negativas e pouca atividade para as gram-positivas escolhidas. Entre as bactérias gram-positivas, a atividade de inibição foi observada contra Staphylococcus aureus, formando um halo de 15mm; no entanto, a bactéria gram-positiva, Enterococcus faecalis, não apresentou atividade inibitória. Entre as bactérias gram-negativas, nenhuma demonstrou atividade de inibição – isso inclui Pseudomonas aeruginosa, Escherichia coli, Klebsiella pneumoniae. Já para a atividade antifúngica utilizando a Candida albicans, Candida guilliermondii e Candida glabrata, apresentaram halo de 25mm, 30mm e 15mm respectivamente. Já no teste de diluiçao em caldo não foi observada atividade de sensibilidade em nenhuma das diluições utilizadas do óleo essencial bruto de Palmarosa. Infere-se a partir desta pesquisa que o óleo essencial de Cymbopogon martinii apresentou melhor atividade de ação em difusão em Agar (qualitativo) contra a bactéria gram-positiva Staphylococcus aureus. Entre os gram-negativos, não se evidenciou resultado de sensibilidade em nenhuma, tanto na técnica qualitativa quanto na técnica quantitativa, das bactérias analisadas, isso inclui – Klebsiella pneumoniae, Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli. No que se refere á atividade antifúngica, o óleo essencial de Palmarosa apresentou excelente atividade contra as cepas Candida albicans, Candida guilliermondii e Candida glabrata.

https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-117
PDF (Português (Brasil))

References

ALVES, E. G. et al. Estudo comparativo de técnicas de screening para avaliação da atividade anti-bacteriana de extratos brutos de espécies vegetais e de substâncias puras. Química Nova, v. 31, n. 5, p. 1224–1229, 2008.

ANDRADE, B.F.M.T.et al. A. Antimicrobial activity of essential oils. J Essent Oil Res. 2014;26(1): 34–40.

Betoni JEC, Mantovani RP, Barbosa LN, Di Stasi LC, Fernandes Junior A 2006. Synergism between plant extract and antimicrobial drugs used on Staphylococcus aureus diseases. Mem. Inst. Oswaldo Cruz 101(4): 387-390.

Brazilian Committee on Antimicrobial Susceptibily Testing, BRCast. Orientações do EUCast/BRCast para a detecção de mecanismos de resistência e resistências específicas de importância clínica e/ou epidemiológica. Versão março 2023.

BONA, E. A. M. D. et al. Comparação de métodos para avaliação da atividade antimicrobiana e determinação da concentração inibitória mínima (cim) de extratos vegetais aquosos e etanólicos. Arquivos do Instituto Biológico, v. 81, n. 3, p. 218–225, set. 2014.

CARNEIRO, F.M. et al. Tendências dos estudos com plantas medicinais no Brasil. Revista Sapiência: sociedade, saberes e práticas educacionais, v. 3, n. 2, p. 44-75, 2014.

CARVALHO, J.B. et al. Fungitoxicidade de Cymbopogon citratus e Cymbopogon martinii a Colletotrichum gloeosporioides em frutos de pimentão. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v.10, n.1, p.88-93, 2009.

CAVALCANTI, Y. et al. REVISTA DE ODONTOLOGIA DA UNESP Efeito inibitório de óleos essenciais sobre microrganismos do canal radicular. Rev Odontol UNESP, Araraquara. set./out, v. 40, n. 5, p. 208–214, 2011.

CUNHA, R. Metodologias utilizadas em ensaios antimicrobianos de óleos essenciais. UFSJ. 2016.

BORBA, J. R. R.; PIRES, M. F.; NUNES, M. R. Avaliação da atividade antimicrobiana dos óleos essenciais de palmarosa e alfavaca africana e do composto geraniol. Mostra virtual 3, ciência e tecnologia IFSC Lages e Urupema. 2020.

DOMINGUES SA, Paiva LF. Atividade antifúngica de Cymbopogon citratus (DC) Stapf frente à leveduras do gênero Candida sp. Rev Fitos. Rio de Janeiro. 2021; 15(1): 22-31. e-ISSN 2446.4775.

DUARTE, M.C.T.; FIGUEIRA, G.M.; PEREIRA, B.; MAGALHÃES, P.M.; DELARMELINA, C., Atividade antimicrobiana de extratos hidroalcólicos de espécies da coleção de plantas medicinais CPQBA/UNICAMP, São Paulo, 2004.

DUSSAULT, D.; VU, K.D.; LACROIX, M. In vitro evaluation of antimicrobial activities of various commercial essential oils, oleoresin and pure compounds against food pathogens and application in ham. Meat Sci. 2014;96:514–520.

Empresa De Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (2010) Cultivo de plantas bioativas. 1 ed. Florianópolis: Gmc/epagri, 2010. 60 p.

GADELHA, C.S. et al. Estudo bibliográfico sobre o uso das plantas medicinais e fitoterápicos no Brasil. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 8, n. 5, p. 27, 2013.

GOMES, E. C.; NEGRELLE, R. R. B. Cymbopogon citratus (D.C.) Stapf: Aspectos botânicos e ecológicos. Visão Acadêmica. v. 4, p. 137-144, 2003.

GUERRERO, Jeiner Alexander Villanueva. La ortiga (Urtica dioica) en la alimentación de pollos de carne. 2019. Tese de Doutorado (Engenharia de Zootecnia) – Universidad Nacional “Pedro Ruiz Gallo”, Lambayeque, Perú.

LEITE, R.F. et al. Antimicrobial activity of crude extracts from actinomycetes against mastites pathogens. J Dairy Sci. 2018;101(11):10116-10125.

MILLEZI, A. F. et. al. Sensibilidade de bactérias patogênicas em alimentos a óleos essenciais de plantas medicinais e condimentares. Higiene Alimentar - Vol.30 - nº 254/255. 2016.

NASCIMENTO, Paula F.C. et al. Atividade antimicrobiana dos óleos essenciais: uma abordagem multifatorial dos métodos: Antimicrobial activity of the essentials oils: a multifactor approach of the methods. Revista Brasileira de Farmacognosia, Revista Brasileira de Farmacognosia, ano 2006, 22 nov. 2007.

PEREIRA, M.C.L. et al. Use of medicinal plants in care of women with gynecological diseases: integrative review. International Journal of Development Research, v. 09, n. 03, p. 26373-26380, 2019.

PÉREZ-PALMA, Leticia Deudovika et al. Evaluación de la propiedad antimicrobiana y antiadherente del sulfato de cobre (Cu2SO4) y monoterpenos sobre Lactobacillus acidophilus y Streptococcus mutans. Acta universitaria, v. 29, 2019.

PRASHARA, A., HILIB P., VENESSA R. G., EVANSA C. S. Antimicrobial action of palmarosa oil (Cymbopogon martinii) on Saccharomyces cerevisiae. Phytochemistry, v. 63 p. 569–575,2003.

RIBEIRO, J.C. Qualidade de plantas medicinais de uso popular no Brasil: uma visão experimental: roteiro de práticas. São João da Boa Vista: Editora Universitária UNIFAE, 2021. 45p

SANTOS, M.M.; NUNES, M.G.S.; MARTINS, R.D. Uso empírico de plantas medicinais para tratamento de diabetes. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 14, p. 327-334, 2012.

Silva NCC and Fernandes Junior A. Biological properties of medicinal plants: a review of their antimicrobial activity. J Venom Anim Toxins Incl Trop Dis 16(3): 402-413.

TEIXEIRA, J. J. M. et al. Análise antimicrobiana dos óleos essenciais de palmarosa (Cymbopogon Martini (Roxb.) J.F.Watson) e pimenta rosa (Schinus Terebenthifolius Raddi) frente à staphylococcu s aureus multirresistentes / Antimicrobial analysis of the essential oils of palmarosa (Cymbopogon Martini (Roxb.) J.F.Watson) and pink pepper (Schinus Terebenthifolius Raddi) in front of staphylococcus aureus multi-resistant. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 6, p. 34935–34953, 5 jun. 2020.

TRABULSI, L. R. e ALTERTHUM, F. Microbiologia, São Paulo: Atheneu, 2015.

UNIVERSITY of HAWAII, 2013. Botany Department. Poaceae (Gramineae). Disponível em. Acesso em 20 fev. 2015.

WANNES, W. A. et al. Antioxidant activities of the essential oils and methanol extracts from myrtle(Myrtus communis var. italica L.) leaf, stem and flower. Food and Chemical Toxicology, v. 48, n.5, p. 1362-1370, 2010.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.