ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A PACIENTES COM FERIDAS CRÔNICAS: REVISÃO DE LITERATURA
PDF (Português (Brasil))

Keywords

Assistência de enfermagem
feridas
lesões
enfermagem

How to Cite

Santos, N. M., Veras, A. L. R., de Carvalho, A. de M. R., Santos Filho, J. N. B., Rabelo, A. C. M. C., Galvão, A. P. F. C., & Ferreira, M. C. (2023). ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A PACIENTES COM FERIDAS CRÔNICAS: REVISÃO DE LITERATURA. REVISTA FOCO, 16(11), e3391. https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-134

Abstract

As feridas crônicas são definidas por descontinuidade tecidual e por não ter um avanço na cicatrização do decorrer de três meses. A população idosa e os pacientes hospitalizados são os mais acometidos por esse tipo de feridas, visto que os danos causados podem influenciar na saúde mental do paciente. Objetivo: o presente estudo evidencia a importância da assistência de enfermagem no tratamento dos pacientes com feridas crônicas. Método: trata-se de uma revisão de literatura com a busca, seleção e escolha de artigos nas bases de dados realizada na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME), Base de Dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Scientific Electronic Library Online (SCIELO), Base de Dados de Enfermagem (BDENF) e operadores booleanos “AND” e “OR”. Resultados: a amostra foi composta por 10 artigos selecionados que evidenciaram a necessidade de enfermeiros especializados em feridas, falta de matérias para realização de curativos; aspectos que devem ser analisados para um bom planejamento e tratamento dos pacientes; atendimento humanizado da equipe de enfermagem juntamente com apoio familiar. Discussão: a assistência de enfermagem contribui para a qualificação do cuidado aos pacientes, oferecendo um tratamento assertivo, humanizado, onde os profissionais preparados pratiquem e sigam continuamente os protocolos adotados. Conclusão: a assistência de enfermagem tem o poder de evitar possíveis danos ao paciente através de uma assistência humanizada, clara, eficiente e que segue protocolos promovendo a continuidade do cuidado com enfermeiros capacitados.

https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n11-134
PDF (Português (Brasil))

References

BORGES, E. L.; NASCIMENTO FILHO, H. M. do;PIRES JÚNIOR, J. F. Prevalência de lesões crônicas de município da zona da mata mineira (Brasil). Revista Mineira de Enfermagem, Belo Horizonte, v. 22, p. e1143, 2018. Disponível em: http://www.revenf.bvs.br/pdf/reme/v22/1415-2762-reme-22-e1143.pdf. Acesso em: 21 mar. 2022.

GOULARTE AF, L. G. M. M. et al. Continuidade do cuidado: atuação do enfermeiro hospitalar na transição do paciente com ferida. Revista Mineira de Enfermagem, Belo Horizonte, v. 25, p. e1403, 2021. Disponível em http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid= S141527622021000100238&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 1 jun. 2022.

LEAL, T. S. et al. Percepção de pessoas com a ferida crônica. Revista de Enfermagem da UFPE on line, Recife, v. 11, n. 3, p. 1156-1162, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/13490/16210. Acesso em: 17 abr. 2022.

MARTINS, A. F. M. et al. Perfil epidemiológico de lesões cutâneas crônicas de pacientes internados. Revista de Enfermagem da UFPE on line, Recife, v. 15, p. e244519, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/ article/download/244519/37700. Acesso em: 7 jun. 2022.

MEHL, A. A. et al. Mensuração da área de feridas para análise precoce do fator preditivo cicatricial. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 28, p. e3299, 2020. Disponível em http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692020000100385&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 11 set. 2022.

MITTAG, B. F. et al. Cuidado com lesão de pele: ações da enfermagem, Estima, São Paulo, v. 15, n. 1, p. 19-25, 2017. Disponível em: https://www.revistaestima.com.br/estima/article/view/447/pdf. Acesso em: 7 mar. 2022.

OLIVEIRA, A. P. et al. Visão de enfermeiros sobre um protocolo de prevenção e tratamento de feridas. Avances Enfermería, Bogotá, v. 39, n. 3, p. 345-355, 2021. Disponível em: http://doi.org/10.15446/av.enferm.v39n3.87104. Acesso em: 23 maio 2022.

OLIVEIRA, F. P. et al. Classificações de intervenções e resultados de enfermagem em pacientes com feridas: mapeamento cruzado. Revista Gaúcha de Enfermagem, 2016 jun;37(2):e55033, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v37n2/0102-6933-rgenf-1983-144720160255033.pdf. Acesso em: 15 abr. 2022.

SOUSA, L. M. M. et al. Revisões da literatura científica: tipos, métodos e aplicações em enfermagem. Revista Portuguesa de Enfermagem de Reabilitação, Silvalde, v. 1, n. 1, p. p. 45-54, 2018. Disponível em: https://rper.aper.pt/index.php/rper/article/view/20. Acesso em: 21 mar. 2022.

VIEIRA, C. P. de B.; ARAÚJO, T. M. E. de. Prevalência e fatores associados a feridas crônicas em idosos na atenção básica. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 52, p. e03415, 2018; Disponível em: https://www.scielo.br/j/reeusp/a/vhRVSFBnrGndry 36ZV5GFvz/ ?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 17 abr. 2022.

ZANOTI, M. D. U. Acompanhamento de pacientes com feridas crônicas em uma

unidade básica de saúde do interior paulista. Cuidado em Enfermagem, Cachoeirinha, v. 15, n. 2, p. 196-204, 2021. Disponível em: http://www.webfipa.net/facfipa/ner/sumarios/cuidarte/2021v2/p.196-204.pdf. Acesso em: 18 nov. 2022.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Nailde Melo Santos, André Lucas Ribeiro Veras, Amparo de Maria Ribeiro de Carvalho, José Nazareth Barbosa Santos Filho, Ana Carolina Machado Chaves Rabelo, Ana Patrícia Fonseca Coelho Galvão, Meire Coelho Ferreira