GESTÃO DO VOLUNTARIADO: um panorama dos estudos realizados no Brasil
PDF (Português (Brasil))

Keywords

Gestão
Voluntariado
Trabalho Voluntário.

How to Cite

Ramos, S. P., & Domingues, M. J. C. de S. (2016). GESTÃO DO VOLUNTARIADO: um panorama dos estudos realizados no Brasil. REVISTA FOCO, 9(1). https://doi.org/10.21902/jbslawrev. foco.v9i1.232

Abstract

Um novo padrão de voluntariado iniciou a partir de 1990 no Brasil, foram criados centros de referência que tinham por objetivo organizar, capacitar e direcionar o trabalho voluntário. A presente pesquisa tem como objetivo analisar os estudos publicados no Brasil sobre o tema gestão do voluntariado e com isso pretende-se mapear estudos teóricos e empíricos nacionais. Para tanto, foi realizada uma pesquisa bibliométrica, de caráter exploratório-descritiva, em dados secundários. Os resultados foram dispostos em forma de tabela. A amostra foi composta por quinze estudos, sendo artigos científicos publicados em revistas e eventos. A média de autores identificados nos artigos foram de 2,4. Predominam as pesquisas práticas e qualitativas com uso da técnica de entrevista apoiado pelo uso de documentos e/ou observação. 80% das pesquisas são qualitativas e 20% de natureza qualitativa e quantitativa.
80% dos estudos identificados são práticos, 60% foram publicados em fontes classificadas pela CAPES como “B” e 40% “A”.
https://doi.org/10.21902/jbslawrev.%20foco.v9i1.232
PDF (Português (Brasil))

References

AURÉLIO, Adriana. Voluntariado: a prática e a gestão. Revista Inovcom, v.8, n. 2, p. 104-119, 2015.

BARBOSA, Allan Claudius Queiroz. A produção acadêmica em recursos humanos no Brasil: fato ou ficção. Revista Eletrônica de Administração, v. 3, n. 2, p. 1-8, 2004.

CORULLÓN, Mónica Beatriz Galiano; FILHO, Barnabé Medeiros. Voluntariado na Empresa: Gestão eficiente da participação cidadã. São Paulo: Peirópolis, 2002.

DIAS, Roberta Atherton Magalhães; PALASSI, Márcia Prezotti. Produção científica sobre o voluntariado: uma análise a partir dos artigos publicados nos principais eventos e revistas nacionais de administração. In: Conferência Regional de ISTR para América Latina e El Caribe, 2007, Salvador. Anais... Salvador, VI Conferência Regional de ISTR para América Latina e El Caribe, 2007.

DIAS, Roberta Atherton Magalhães; NETO, Alcielis de Paula; BALDAM R, Roquemar de Lima. CCQ social: tecnologia de gestão no voluntariado empresarial. XXIX Encontro Nacional de Engenharia de Produção. Anais... Salvador: Enegep, 2009.

DOHME, Vania D.'Angelo. Voluntariado: equipes produtivas: como liderar ou fazer parte de uma delas. São Paulo: Editora Mackenzie, 2001.

DOMENEGHETTI, Ana Maria. Voluntariado: gestão do trabalho voluntário em organizações sem fins lucrativos. São Paulo: Editora Esfera, 2001.

ENGEL, Wanda. A década dos voluntários: o papel do voluntariado empresarial. In.: Olhares sobre o voluntariado corporativo, 2012.

FISCHER, Rosa Maria; FALCONER, Andres Pablo. Voluntariado empresarial – estratégias de empresas no Brasil. Revista de Administração, 36(3), 15-27, 2001.

FRANÇA FILHO, Genauto Carvalho de; SALAZAR, Clarissa Rocha da Silva. Por uma crítica anti-utilitarista da gestão do Voluntariado: reflexões à luz do caso Obras Sociais Irmã

Dulce (OSID). In: Encontro de Estudos Organizacionais, 2006, Porto Algre. Anais... Porto Alegre: Eneo, 2006.

GUEDES, Vânia L. S; BORSCHIVER, Suzana. Bibliometria: uma ferramenta estatística para a gestão da informação e do conhecimento, em sistemas de informação, de comunicação e de

avaliação científica e tecnológica. CINFORM – Encontro Nacional de Ciência da Informação, v. 6, 2005.

HAIR JR, Joseph F. et al. Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre : Bookman, 2005.

HWANG, Hokyu; POWELL, Walter W. The rationalization of charity: The influences of profissionalism in the Nonptofit Sector. Administrative Science Quarterly, 54, 268-298, 2009.

MEYER JR, Victor; PASCUCCI, Lucilaine; MURPHY, J. Patrick. Volunteers in Brazilian Hospitals: Good Citizens or Strategic Agents? Voluntas: International Journal of Voluntary and Nonprofit Organizations, 24(2), 293-310, 2012.

OKABAYASHI, Rosa Yoko; COSTA, Selma Frossard. O serviço voluntário em hospitais do terceiro setor em Londrina: da sua configuração à construção de novos referenciais de gestão.

Serv Soc. Rev, v. 10, n. 2, p. 14-25, 2008.

OLIVEIRA, Francisco Correia de; BEZERRA, Rosa Maria Munguba. Fatores que geram a evasão no trabalho voluntário. In.: Encontro de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho, 2007, Natal.

Anais... Natal: EnGPR., 2007.

PACE, Eduardo Sergio; DE OLIVEIRA, Antônio Marcos; DE ALKMIM, Wllian Fabio. A Criação de Valor na Gestão da Mão de Obra Voluntária no Terceiro Setor. Revista de Administração da Unimep - Unimep Business Journal, v. 10, n. 3, p. 218-242, 2012.

PINHEIRO, Leandro. R. Filantropia empresarial e trabalho voluntário: interação e conflito na gestão de voluntariado. Revista O&S, v. 9, n. 23, 2002.

PINHEIRO, Leandro Rogério; CAVEDON, Neusa Rolita. Voluntariado e Rede: o caso do Albergue João Paulo II em Porto Alegre. Anais... EnAMPAD, 2002.

PRITCHARD, Alan. Statistical bibliography or bibliometrics?. Journal of documentation, n. 25, p. 348-349, 1969.

PROCOPIUCK, Mario; MEYER Jr. Victor. Gestão estratégica em ambiência de trabalho voluntário. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, v. 16, n. 58, 2011.

RODRIGUES, Kleberson Massaro. O trabalho voluntário de sua gestão: um estudo de caso em hospital comunitário. 2014. Dissertação (Mestrado em Administração). Escola de

Negócios da Pontifícia Universidade do Paraná, Curitiba. 2014.

RODRIGUES, Kleberson Massaro; JÚNIOR, Victor Meyer; CRUZ, June Alisson Westarb. Trabalho voluntario e seu gerenciamento: desafios para um hospital comunitário. Revista de

Administração Hospitalar e Inovação em Saúde. v. 11, n. 4, p. 306-323, Outubro- Dezembro, 2014.

SANTOS, Nilcéia Cristina et al. A retenção de talentos não remunerados: um modelo de gestão de voluntários que atuam no Terceiro Setor Brasileiro. Revista Organizações em Contexto, v. 11, n.22, jul-dez., 2015.

SANTOS, Talita DE Castro; CAVALCANTE, Carlos Eduardo. Voluntariado Empresarial: Programa de Voluntariado Empresarial da SPA S.A. IIX Seminários em Administração - FEA-USP. Anais... São Paulo: SemeAd, 2009.

SILVA, Karin Vieira da Silva; NETO, Luis Moretto. O processo de Gestão do Voluntariado: um estudo de caso na Associação Amigos do Hospital. Revista de Administração da UEG, v. 2, n. 2, p. 3-22, 2012.

SOBOLH, Telma; WIDMAN, Simon. Voluntariado, a possibilidade da esperança: cenário do trabalho voluntario no Brasil. São Paulo: Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Eisntein, 2011.

TEODÓSIO, Armindo dos Santos de Sousa. Voluntariado: entre a utopia e a realidade da mudança social. In: Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-graduação em Administração, 2002, Recife. Anais... Recife: Enanpad, 2002.

VIDAL, Francisco Antônio Barbosa et al. Gestão Participativa e Voluntariado: Sinais de uma Racionalidade Substantiva na Administração de Organizações do Terceiro Setor. Revista da

Faculdade Integrada do Ceará, p. 27, 2004.

Os autores que publicam na revista concordam com os seguintes termos:

1. Autorizam a publicação do texto na revista.

2. Garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação por outro periódico.

3. A revista não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos apresentados nos artigos, sendo eles de responsabilidade exclusiva dos autores.

4. Os editores reservam o direito de fazer ajustes textuais e adaptar os textos para atender às normas de publicação.

5. Os autores conservam os direitos de autor e conferem à revista o direito de primeira publicação, sendo o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Atribuição NãoComercial 4.0 internacional, o que permite a partilha de trabalho com autoria reconhecida e publicação inicial nesta revista.

6. Os autores podem assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicado nesta revista (Por exemplo, publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

7. Os autores estão autorizados e são encorajados a publicar e distribuir o seu trabalho online (por exemplo: em repositórios institucionais ou numa página web pessoal) em qualquer momento, antes ou durante o processo editorial, pois isso pode gerar efeitos positivos, bem como aumentar o impacto e as orientações do trabalho publicado (Veja o efeito do Acesso Livre em: http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html).

8. Os autores podem usar ORCID, um sistema de identificação de autores. Um identificador ORCID é exclusivo para um indivíduo e atua como um identificador digital persistente para garantir que os autores (particularmente aqueles com nomes relativamente comuns) possam ser diferenciados e seus trabalhos sejam aprimorados.